Casa em movimento

Marcelo Lima - O Estado de S.Paulo

Na cobertura dos Derenzes, a melhor solução está por vir

O apartamento dos sonhos dos Derenzes, Ângelo e Walquíria, foi concluído há alguns meses. Mas o caso de amor com o imóvel, situado numa suave colina no Morumbi, vem de longe. "Moramos por 10 anos no 10º andar do prédio, mas sempre namoramos a cobertura. Quando surgiu a oportunidade, não tivemos dúvida: compramos no ato e começamos a reforma, que durou exatos nove meses", conta a designer Walquíria.

Vivida com emoção - e o sabor de quem comemora uma grande conquista -, a reforma, a bem da verdade, ainda não terminou. Se é que vai terminar algum dia. "Não considere esses quadros sobre o sofá", alerta Walquíria. "Estamos aguardando a chegada do trabalho de uma artista que o Ângelo conheceu em Verona para concluir a sala", diz ela, diante do ambiente "inacabado".

Nada a surpreender em se tratando da casa do atual presidente da Casa Cor, ex-diretor comercial do núcleo de arquitetura da Editora Abril e hoje responsável pela mais representativa mostra de decoração do País - que começa no dia 26, no Jockey Club. Com muitos anos de estrada, Ângelo sabe que, no mundo do décor, a melhor solução sempre está por vir. E que todo ambiente, como um quadro, sempre comporta seus retoques.

 

Terraço com paredes revestidas com madeira de demolição

 

ECLETISMO

Não por acaso, muito do que é visto no apartamento (que contou com projeto arquitetônico do escritório de Marí Aní Oglouyan e Rubens Ascoli e teve a decoração assinada por Fabio Galeazzo) foi resultado de pesquisas, conduzidas in loco, pelo empresário, sua mulher e o casal de filhos. "Acredite: apenas para a mesa de jantar testamos mais de 30 cadeiras. Queríamos algo leve, mas ao mesmo tempo sofisticado", diz Walquíria, apontando a ilustre eleita.

Um modelo sóbrio, de madeira, com assento e encosto revestidos de pele de carneiro, da Etel Interiores (preço sob consulta). Móvel que hoje compartilha espaço com uma solitária cadeira Ghost - clássico de Philippe Starck, para a Kartell -, em composição que bem sintetiza o ecletismo estético do casal: em alguns momentos, a sofisticação remete a um hotel design. Em outros, a uma casa de campo.

Com contornos suaves, o conceito de decoração no lar dos Derenzes parece estar intimamente ligado à ideia de viver cercado por poucos - mas significativos - móveis e objetos. Assim como acontece com os amigos: uma prioridade para toda a família. "O primeiro pavimento é território dos meus filhos. É lá que eles recebem sua turma. Eu e o Ângelo recebemos a nossa na cobertura", comenta Walquíria.

Definido por ela como o lounge da casa, o primeiro dos pisos conta com amplo living, home theater, escritório, lavabo, cozinha e suítes. O branco domina a ambientação, salpicada, aqui e ali, por acessórios prata. Caso de uma luminária de metal perfurado, presente de Karim Rashid, ou do lustre GE cromado, do designer Ferruccio Laviani (R$ 1.326) e da luminária Toobe, também de Laviani (R$ 2.510), ambos para a Kartell. Prolongando-se por todo o pavimento, o assoalho de madeira de demolição garante a continuidade entre os ambientes.

Espécie de portal de entrada para o segundo andar, a escadaria, sem corrimões, recebeu o coroamento de um enorme lustre de cristal do Empório La Poltrona (preço sob consulta) e parapeito de cristal (Diamond Guardian, a partir de R$ 270 o m2, não instalado).

É na cobertura que se concentram o ambiente de estar, as salas de jantar e estar e, muito provavelmente, o ambiente favorito do empresário e, por certo, também de seus felizes convidados: a cozinha gourmet. É lá que, sempre que pode, Ângelo entrega-se a dois de seus maiores prazeres: cozinhar - risotos e especialidades do norte da Itália estão entre os pratos mais requisitados - e degustar seus vinhos prediletos. O terceiro deles, estar ao ar livre na companhia da família e dos amigos, pode também ser convenientemente desfrutado a poucos passos dali: no elegante terraço, que se abre a partir da cozinha.

Um espaço de lazer a céu aberto que, além de móveis resistentes ao ambiente externo, exibe diversos vasos, onde o empresário cultiva com esmero os temperos que emprega na preparação de seus pratos. Uma espécie de terapia para contrabalançar seu cotidiano agitado. "Viajo muito, procuro desfrutar ao máximo os ambientes que frequento. Mas é aqui que recarrego minhas baterias", diz.