Casa brasileira de Airbnb é a mais desejada do mundo em 2019

Ana Lourenço - O Estado de S. Paulo

No ano passado, a propriedade foi a mais curtida dentre as opções do site

Casa fica no meio da mata e de frente para o mar

Casa fica no meio da mata e de frente para o mar Foto: Airbnb/Divulgação

Uma casa na cidade de Governador Celso Ramos, em Santa Catarina, fez com que o Brasil liderasse na lista dos imóveis mais desejados do Airbnb. Em 2019, a propriedade foi a mais desejada de todo o mundo dentre as oferecidas pelo do site. 

De acordo com o levantamento interno da assessoria de imprensa da plataforma, a casa foi 275.862 vezes adicionada nas listas de desejos dos internautas. Os dados de números de visitantes da propriedade, no entanto, são confidenciais. Nos últimos anos, países como Grécia, Tailândia e África do Sul, respectivamente, foram as líderes na lista de acomodações. 

Confira as fotos da casa: 

Airbnb/Divulgação
Ver Galeria 10

10 imagens

A 'casa do ano de 2019' conta com 1,5 hectares, tem frente para o mar, é supervisionada por um casal de caseiros,  e fica dentro de um parque natural privado. A diária, por pessoa tem o valor de R$ 336. De acordo com a assessoria, “muitos hóspedes são atraídos pelas atividades oferecidas pelo anfitrião, incluindo o empréstimo de um barco de madeira, pranchas de surf e espreguiçadeiras para aproveitar a paisagem e até ver golfinhos”. 

Porém, nem tudo são flores. A casa que possui hoje 4,74 estrelas (total de 5), recebeu também algumas avaliações não tão positivas. Apesar de sua beleza externa, tanto da arquitetura quanto da localização, os interiores parecem estar precisando de uma certa manutenção. "(...)Tomadas, persiana e uma boca de fogão não funciona”, reclamou Caroline em julho de 2019.

Em 2017, no entanto, as críticas eram ainda maiores. “Na casa, a sala tinha bastante cheiro de mofo, sofá estava úmido e com manchas. Alguns utensílios da cozinha estavam sujos e tivemos que lavar para poder utilizar. Na suíte, a cama não era nada confortável, com as molas ultrapassando o colchão, fora o barulho que fazia”, afirmou a usuária Shaiene.

Em resposta aos comentários, Karoline Almeida, a administradora da propriedade, afirmou que reformas foram feitas na casa em dezembro de 2019. "Os móveis foram substituídos por mobília de extrema qualidade, colchões, roupas de cama e lençóis confortáveis".