A luz bem usada

Elaine Louien - O Estado de S.Paulo

Lighting designers ensinam a melhor maneira de se criar uma iluminação inteligente e equilibrada

Em casa, onde se cozinha e se come, se dorme e se sonha, se lê e se diverte, a iluminação precisa ser bem flexível, diferente da iluminação propositadamente suave, romântica, de um restaurante ou a escuridão dramática de uma boate. "Pode-se tomar idéias emprestadas de ambientes comerciais e aplicá-las para usos domésticos", diz Linnaea Tillet, proprietária da Tillet Lighting Design, em Nova York. "Num espaço privado, porém, espera-se que haja flexibilidade." Ou seja: os lighting designers batalham por uma certa consistência na iluminação. "Nossos olhos não gostam de contrastes extremos, que provocam cansaço. Por isso, recomendo reduzi-los num cômodo onde as pessoas permanecem por longo tempo", diz Tillet. Para criar uma iluminação equilibrada, deve haver pelo menos três tipos de fontes de luz, de acordo com especialistas como Randall Whiteread, autor de Residential Lighting: A Practical Guide (John Wiley & Sons, 2004). Uma luz suave e indireta tem de iluminar todo o aposento com um brilho. Luzes de trabalho devem ser posicionadas entre o topo da cabeça e a superfície de trabalho, para permitir a leitura ou outra atividade. Luzes acentuadas são usadas para destacar obras de arte e objetos decorativos (iluminação decorativa, como a de um lustre, seria um quarto tipo de iluminação e não necessariamente essencial, que é o objetivo do trabalho do lighting designer; nunca será a única fonte de luz em um aposento porque deixa o resto dele na escuridão). Mas alguns ambientes pedem soluções criativas que vão além dos elementos básicos. Particularmente num inverno rigoroso, quando os dias são mais curtos, as casas que não recebem grandes quantidades de luz natural se beneficiarão com a iluminação inteligente. Nas fotos aqui publicadas, designers mostram um conjunto de truques que vão desde o interior com paredes de ônix iluminadas por trás a sistemas que imitam o de uma grande casa de espetáculos. Mesmo as soluções em escala reduzida, caso da iluminação introduzida em móveis, oferecem possibilidades para se repensar o tradicional trio de luz ambiente, luz de trabalho e luz acentuada.