8 ideias para incluir a TV em qualquer ambiente sem interferir na decoração

Ana Lourenço especial para o Estado - O Estado de S.Paulo

Confira dicas para deixar a hora do lazer cheia de estilo e conforto

No projeto de Cristiane Schiavoni a TV serve como divisória de ambiente entre a sala de estar e de jantar.

No projeto de Cristiane Schiavoni a TV serve como divisória de ambiente entre a sala de estar e de jantar. Foto: Carlos Piratininga

Os computadores e tablets podem até tentar, mas ainda vai demorar um tempo para algum eletrônico roubar o destaque que a televisão tem na vida dos brasileiros. Seja para assistir ao jornal no final da tarde, maratonar com séries e filmes ou simplesmente para escutar um barulho pelo ambiente, a televisão recebe um cantinho especial quando se trata de espaço na casa. No entanto, ao pensar no decór, é preciso pensar na TV como um complemento, e não o objeto que rouba a cena. 

Inspire-se em ideias inteligentes para instalar o televisor pela casa:

Carlos Piratininga
Ver Galeria 8

8 imagens

Para ajudar nessa tarefa, a arquiteta Cristiane Schiavoni, do escritório Cristiane Schiavoni Arquitetura e Interiores, revelou para o Casa dicas importantes para incorporar a TV na decoração valorizando a estética e a funcionalidade do ambiente.

Havia um tempo no qual o destino da televisão era somente as salas que levavam tal sugestão no nome: as salas de TV. Hoje, no entanto, qualquer ambiente da casa pode receber o aparelho: cozinha, quartos e até mesmo banheiros. 

É preciso decidir, em primeiro lugar, o espaço onde o aparelho ficará e o modelo a ser adquirido. O espaço deve ser pensado de modo que o aparelho não fique desproporcional, assim como a escolha do modelo. Outro fator importante é a luminosidade, não sendo recomendado que esteja na frente de janelas, para que o reflexo não atrapalhe. “Se não tiver outro layout possível, uma solução é utilizar cortinas Blackout, que bloqueiam a entrada da iluminação natural”, explica Cristiane.

Quanto ao posicionamento da TV, a profissional afirma: “não existe uma regra, e sim bom-senso”. A premissa se dá devido ao aumento de possibilidades para o local da TV e a qualidade da imagem do aparelho. “Deve-se levar em conta o conforto visual e o tamanho da tela”, sugere a arquiteta. 

“Para quem ainda está no período de reforma ou construção, é importante incluir dutos para embutir os fios na parede. Quem já finalizou o projeto e não quer enfrentar uma pequena reforma, o mais indicado é utilizar canaletas para esconder a fiação.”, finaliza a profissional.