Referências lúdicas e divertidas servem de inspiração para móveis e acessórios lançados em São Paulo

- O Estado de S.Paulo

Além de utilitárias, peças têm o poder de despertar emoção, como se viu entre os visitantes da feira Made, no Jockey Club de São Paulo

As luminária Cata-Vento, de Bianca Barbaro, realmente giram como o brinquedo. Feitas de cobre, foram pensadar para a Made. "A feira tem como ideia associar design e arte e isso envolve emoção", diz a designer

As luminária Cata-Vento, de Bianca Barbaro, realmente giram como o brinquedo. Feitas de cobre, foram pensadar para a Made. "A feira tem como ideia associar design e arte e isso envolve emoção", diz a designer Foto: Zeca Wittner/Divulgação

De longe não dá para imaginar de que é feita a mesa Bolachas, do estúdio de design Outra Oficina; de perto, é irresistível tocar a peça para, enfim, entender que se trata mesmo de madeira. Leo Capote e Marcelo Stefanovicz entalharam as peças de cedro para formar o tampo da mesa e o assento da banqueta, que tem até uma “mordida”. “O efeito que elas causam nos visitantes é impressionante. Gostamos de trazer outros significados para nossas peças, de emocionar”, diz Capote, que participa, da feira de design Made, aberta à visitação até este domingo (14/8), no Jockey Club de São Paulo.

Siga o Casa no Instagram e use a hashtag #casaestadao

A dupla reutiliza formas e funções de objetos variados em suas criações cheias de identidade. Chaves de roda de pneu de caminhão, por exemplo, são a estrutura de outra mesa e porcas, as alças de xícaras. Peças que sempre pedem um segundo olhar.

As luminárias de mesa e parede Cata-Vento, de Bianca Barbato, realmente giram enquanto iluminam. Idênticas ao objeto tão conhecido, parecem simples – mas só parecem. “O cobre tem de ser trabalhado com muita delicadeza, só no manuseio, se não forem tomados os devidos cuidados, ele pode perder suas características de cor”, diz a designer, que não abre mão de dar um aspecto lúdico a suas criações. “Isso tem muito a ver comigo, ainda mais em se tratando dessa feira. Aqui, a ideia é associar design e arte e isso envolve emoção”, afirma. 

Curta a página do Casa no Facebook

Delicada também é a casa de passarinho Rufus Urbano, do estúdio Plantar Ideias, de Luciana Pitombo e Felipe Stracci – mesmo sendo de concreto. A peça foi inspirada nos ninhos do João de Barro, ou Furnarius rufus, e tem múltiplas possibilidades de uso: luminária, objeto decorativo, comedouro e até uma casa de passarinho propriamente dita. “Gostamos de colocar a nossa história nas peças e quem levar uma dessa para casa vai poder contar a sua por meio dela também”, diz Luciana. / MARINA PAULIQUEVIS