Iluminação de ponta a ponta

Natália Mazzoni - O Estado de S. Paulo

Neste apartamento, focos de luz destacam móveis, objetos e até pintura na parede

Suportes para plantas da Selvvva foram dispostos perto da janela. O tapete é da Botteh

Suportes para plantas da Selvvva foram dispostos perto da janela. O tapete é da Botteh Foto: Divulgação

Contemporânea, despojada, com um toque de cor em uma base neutra. É assim que a arquiteta Caroline Gabriades descreve a decoração que criou para este apartamento de 140 m² habitado por um jovem casal nos Jardins. “Os clientes são antenados, gostam de design. Por isso, escolheram algumas peças icônicas, como as poltronas de Sergio Rodrigues e a luminária da sala de jantar, assinada por Issey Miyake”, diz Caroline. 

Mas, antes de partir para a escolha da decoração, feita em parceria entre arquiteta e moradores, foi preciso fazer alguns ajustes. Por sorte, o apartamento estava em boas condições, apenas a troca de revestimentos deu conta de renovar os ares. “As intervenções que fizemos no imóvel foram basicamente para a mudança de acabamentos. Instalamos um piso de madeira com colocação do tipo espinha de peixe em toda a área social e trocamos os revestimentos da cozinha, área de serviço e lavabo por um porcelanato que imita cimento queimado”, conta a arquiteta.

Já que a ideia era criar um ambiente que destacasse móveis e objetos, a iluminação foi planejada de maneira especial. “Aproveitamos os pontos existentes, mas trocamos algumas lâmpadas para termos um resultado mais satisfatório. A sanca que percorre toda a sala destaca um dos pontos altos da decoração, que é a parede na cor grafite”, explica Caroline.

Na cozinha, o clima despojado continua. Uma estante com nichos de diferentes tamanhos permite deixar os elementos mais utilizados na hora de cozinhar sempre à mão e ainda exibe objetos divertidos que complementam a decoração, que inclui banquetas na cor vinho e pastilhas hexagonais em uma das paredes. 

Divulgação
Ver Galeria 7

7 imagens