Casa na zona leste de São Paulo recebe prêmio do Instituto Tomie Ohtake

Natália Mazzoni - O Estado de S. Paulo

Entre os projetos finalistas, ideias que priorizam baixo custo de construção

Casa Vila Matilde, na Zona Leste de São Paulo, foi construída com R$ 150 mil 

Casa Vila Matilde, na Zona Leste de São Paulo, foi construída com R$ 150 mil  Foto: Divulgação

Um projeto de moradia de baixo custo, feita com blocos de concreto e lajes pré-fabricadas de concreto armado, na Vila Matilde, zona leste de São Paulo, foi o principal vencedor do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel 2016, anunciado na quinta-feira passada. “É gratificante e animador ver esse projeto sendo destacado em um prêmio como esse. Isso mostra para os profissionais da área que é possível usar a arquitetura para criar soluções de bem estar com muito pouco”, diz Fernanda Sakano, arquiteta e uma das sócias do escritório Terra e Tuma Arquitetos Associados.

Entre os dez finalistas – que mistura projetos residenciais e comerciais –, a Casa Meia Encosta, de Denis Joelsons e Gabriela Baraúna Uchida, tira proveito de um terreno íngreme em São Francisco Xavier, no interior do Estado. “Acredito que fomos destacados por ter feito algo que respeita as condições do ambiente. Precisamos sair do óbvio e pensar a arquitetura de cada projeto individualmente”, diz Joelsons.

Conheça todos os projetos finalistas na galeria abaixo

Divulgação
Ver Galeria 10

10 imagens