Whey Protein: isolado, concentrado e hidrolisado; entenda as diferenças

Camila Tuchlinski - O Estado de S.Paulo

Você pode melhorar seus resultados no quesito nutrição, se fizer a escolha correta do suplemento alimentar 

Whey protein é um dos suplementos mais utilizados no mundo, derivado do leite de vaca e extraído durante o processo de produção do queijo

Whey protein é um dos suplementos mais utilizados no mundo, derivado do leite de vaca e extraído durante o processo de produção do queijo Foto: Unsplash/ Derick McKinney

Você já ouvir falar de Whey Protein ou proteína do soro do leite? O produto, de rápida absorção, é rico em aminoácidos e auxilia no ganho de massa magra, definição dos músculos e queima de gordura. Ele é classificado de acordo com sua concentração e filtragem, podendo ser concentrado, isolado ou hidrolisado.

Praticantes de atividade física e atletas possuem uma necessidade nutricional aumentada, inclusive, de proteínas.

Dessa forma, se a alimentação não atinge a recomendação proteica diária adequada, pode levar à diminuição da massa e da força muscular, como explica a nutricionista e consultora da New Millen, Karla Maciel: “Nestes casos, há uma queda do desempenho, além de outras alterações, como imunidade baixa, perda de apetite, alterações estéticas e entre outras”.

A endocrinologista Lívia Marcela, mestre em Endocrinologia pela Unifesp, afirma que o produto pode auxiliar o emagrecimento, mas de forma conjunta com outras ações. “O Whey pode ajudar a perder peso, como uma estratégia que aumenta o consumo de proteínas, não sendo uma dieta hiperproteica. Mas lembre-se que não devemos basear uma estratégia de perda de peso em apenas um tipo de alimento ou suplemento”, aconselha.

Para você fazer o melhor uso do suplemento alimentar, a reportagem do Estadão elencou algumas dúvidas e buscou respostas com ajuda das especialistas. 

 

O que é Whey Protein?

O Whey Protein é um produto que auxilia aqueles que pretendem seguir um estilo de vida com alimentação rica em proteínas e conquistar benefícios nutricionais.

“Um dos suplementos mais utilizados no mundo, é derivado do leite de vaca e extraído durante o processo de produção do queijo. A proteína do leite é composta pelas proteínas do soro do leite e pela caseína”, esclarece Lívia Marcela.

Para que serve o Whey Protein?

É um suplemento alimentar de elevado valor nutricional, que pode ajudar no processo de hipertrofia muscular, para pessoas que treinam. 

Ele favorece a perda de gordura, estimula hormônios anorexígenos, ou seja, hormônios que diminuem a fome. Ao mesmo tempo, o Whey Protein inibe os neurotransmissores orexígenos, que causam sensação de fome.

Como tomar Whey Protein?

A quantidade de Whey Protein a ser ingerida deve ser calculada com seu médico ou nutricionista, por ser uma dose individualizada, de acordo com o seu tipo de treino, quantidade de massa magra e ate objetivo.

Qual é o melhor Whey Protein e o que é importante na hora de comprar

A endocrinologista Lívia Marcela explica: “Ao adquirir um suplemento de Whey Protein, é preciso levar em conta possíveis alergias ou intolerâncias, avaliar a possibilidade de combinação com outros nutrientes, e estar sempre atento à data de validade do produto”, afirma.

De acordo com a nutricionista Karla Maciel, o rótulo é uma ‘fotografia’ da composição do seu suplemento alimentar: “Na tabela nutricional, é possível verificar a quantidade de proteína, carboidratos, gorduras, sódio, entre outras informações, como o aminograma, ou seja, quais aminoácidos e a quantidade de cada um deles presente no whey. Já na lista de ingredientes você consegue observar se há corantes, adição de carboidratos, conservantes e adoçantes utilizados”.

Os produtos são diferentes quanto a seu processo de extração, como é digerido e a velocidade de absorção pelo organismo, além dos seus teores de proteínas, gorduras, carboidratos, lactose e presença de substâncias bioativas. Assim, na hora de escolher, você deve entender as principais diferenças entre eles e qual dos suplementos está de acordo com os seus objetivos.

Conheça cada tipo de Whey Protein

Whey Protein isolado: possui maior quantidade de proteína, podendo chegar a 95% da composição e apenas pequenas quantidades ou até mesmo ausência de outros componentes, como lactose, gorduras, entre outros.

Indicação: este Whey Protein é indicado para indivíduos que devem consumir alta quantidade de proteína diariamente, ou em protocolos alimentares low carb ou cetogênico, que determinam baixo consumo de carboidratos diariamente. Normalmente indivíduos em processo de eliminação de gordura, podem se beneficiar com ele. Pode ser utilizado por intolerantes à lactose.

 

Whey Protein concentrado: possui uma menor concentração proteica, tendo cerca de 80% de proteínas, e uma maior quantidade de outros componentes, como lactose, gorduras, sais minerais e outros, quando comparado ao isolado.

Indicação: ideal para quem procura um suplemento proteico de melhor custo-benefício, mas sem perder a qualidade e que não tenha nenhuma restrição de macronutrientes, podendo atingir um maior consumo diário deles.

Whey Protein hidrolisado: pode ser adquirido tanto a partir do concentrado ou do isolado e sua característica principal é a fácil digestão, pelo fato de, neste tipo, ser utilizada uma tecnologia para quebrar as proteínas em fragmentos menores. Isto acelera o processo de absorção e potencializa o efeito anabólico que promove o aumento da massa e de força muscular. Além disso, o índice de alergia é muito menor e a redução de desconfortos gastrointestinais também.

Indicação: devido ao seu perfil, este Whey é indicado para o pré ou pós-treino imediato, sem gerar desconfortos gastrointestinais e para quem deseja melhorar o processo de recuperação muscular e de produção proteica.

Blend de Whey Protein: existem suplementos que incluem a mistura de diferentes tipos de Whey num único suplemento, oferecendo uma absorção diferenciada, quando comparados aos suplementos de proteínas isoladas, além de possuir o benefício de suportar a concentração sérica de aminoácidos por mais tempo.

Indicação: ideal para o pós-treino, de forma a estimular a síntese proteica e evitar o catabolismo.