Suor e atividades físicas: transpiração durante a prática de exercícios não é um problema

Karina Menezes - O Estado de S.Paulo

O suor mantém a homeostasia dos órgãos, ou seja, é por meio do funcionamento das glândulas sudoríparas que o organismo consegue preservar sua temperatura normal

Formado por água e sais minerais, o suor ajuda os rins a eliminarem as impurezas do corpo

Formado por água e sais minerais, o suor ajuda os rins a eliminarem as impurezas do corpo Foto: Skeeze/ Pixabay

 

Se você anda preocupado com a sua transpiração durante as atividades físicas, pode ficar tranquilo. Suar durante a prática de exercícios é normal - o suor mantém a homeostasia dos órgãos, ou seja, é por meio do funcionamento das glândulas sudoríparas que o organismo consegue preservar sua temperatura normal, que gira em torno de 36° e 37°.

Muitas pessoas, erroneamente, associam a quantidade de suor perdida ao se exercitar com a perda de calorias. O diretor da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMSC), Rodrigo Lima, esclarece que não é bem assim. "Se você está suando, significa que seu corpo está se esforçando e que deve estar perdendo calorias, mas não tem como associar a quantidade de suor com a quantidade de calorias perdidas", diz. 

Já o presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo (SBC), Valcinir Bedin, conta em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, que é bom e necessário suar em situações já esperadas, onde se demanda algum esforço físico ou quando se está sob altos níveis de estresse. "Em casos onde a atividade física produz uma temperatura maior no corpo, nós suamos para compensar esse aumento de temperatura", explica. Formado por água e sais minerais, o suor também ajuda os rins a eliminarem as impurezas do corpo. 

Mas é necessário estar atento aos exageros - se o suor se apresenta em excesso nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, e se for desencadeado com frequência por pequenas alterações climáticas ou emocionais, pode ser um sinal de hiperidrose, condição médica que requer tratamento. Por se tratar de uma doença rara, o Ministério da Saúde ainda não possui dados sobre a parcela da população brasileira que sofre com esse mal, mas contabiliza cerca de 125 procedimentos relativos a ele, de atendimento ambulatorial ao atendimento hospitalar, registrados pelo Sistema Único de Saúde de janeiro a outubro deste ano.

A ausência de suor durante a prática de exercícios físicos pode ser igualmente preocupante, e necessita do diagnóstico de um médico responsável. Segundo Valcinir Bedin, a cor e o cheiro do suor também podem ser indicações de que o organismo está sofrendo alguma alteração, que pode ser normal ou não. "Muita gente não sabe que o suor é uma substância que não tem cor e não tem cheiro, ele tem um sabor", disse. Caso o suor apresente odor desagradável, pode ser um sinal de que ele está cumprindo sua função de acabar com as bactérias que se encontram na parte externa da pele. Já um suor com cor pode ser indicativo de alguma medicação que se esteja ingerindo ou de que existe alguma doença a ser detectada. 

Antes de soar o alarme, porém, Rodrigo Lima diz que cada pessoa deve observar seu padrão de transpiração, para só então acionar um médico. "Tem gente que sua muito, tem gente que praticamente não sua, varia muito", explica. "Se você costuma suar muito e, de repente, começa a suar pouco, pode ser um sinal de desidratação", completa. 

Existem algumas medidas que podem ser tomadas para amenizar a sudorese exagerada durante a prática de atividades físicas. Evite roupas apertadas, e dê preferência para aquelas que facilitam a ventilação da pele. Desodorantes antitranspirantes também podem se mostrar como grandes aliados na hora dos exercícios. E não esqueça de repor o líquido perdido tomando água regularmente, de forma a evitar uma desidratação - a quantidade de líquido e o intervalo de tempo no qual deve ser ingerido variam de acordo com a intensidade do exercício, mas o diretor da SBMSC orienta: "uma boa medida é a sede, se você está com sede, é sinal de que seu corpo já está começando a se desidratar".