Sua postura pode ajudar no seu estado de espírito

Barton Goldsmith - Tribune News Service - O Estado de S.Paulo

Essa comunicação não verbal é a primeira coisa que os outros recebem. Olhe para você agora: se alguém o visse, que mensagem você estaria lhe enviando?

Ao ficarmos curvados e de cabeça baixa, estamos fazendo projeções nossas de pessoas inabordáveis e dizendo silenciosamente a outros para ficaram longe porque não estamos bem nesse momento

Ao ficarmos curvados e de cabeça baixa, estamos fazendo projeções nossas de pessoas inabordáveis e dizendo silenciosamente a outros para ficaram longe porque não estamos bem nesse momento Foto: Ai Ping Low/ Creative Commons

Lembra como nossos pais e professores sempre diziam que nós devíamos nos sentar com o corpo ereto e ficar de pé com os ombros para trás e a cabeça erguida? Eles não nos estavam treinando para o serviço militar. A verdade é que estas boas posturas eram boas para nossa saúde mental.

Com uma postura correta, estamos transmitindo a mensagem de que somos pessoas confiantes. Por isso, as pessoas ao nosso redor têm mais confiança em nós, o que nos ajuda a aumentarmos nossa autoestima. Este é um processo admirável que é muito real, e você provavelmente já o sentiu antes. Mas se não estivermos acostumados com esse sentimento, poderemos descobrir que a simples melhora da postura pode nos dar uma nova perspectiva de vida.

Não é preciso ser um fisiculturista musculoso ou mesmo um dedicado "rato" de academia para fazer isso funcionar. A questão não tem a ver com uma excelente forma física (muito embora entrar em forma realmente nos beneficie de muitas outras maneiras). Tem a ver com mudar uma atitude interna, porque percebemos que ao ficarmos curvados e de cabeça baixa, estamos fazendo projeções nossas de pessoas inabordáveis e dizendo silenciosamente a outros para ficaram longe porque não estamos bem nesse momento. Essa comunicação não verbal é a primeira coisa que os outros recebem. Olhe para você agora: se alguém o visse, que mensagem você estaria lhe enviando?

Há benefícios sanitários adicionais na boa postura, mas concentremo-nos nos emocionais. O fato de sermos boas pessoas nos ajudará a ficarmos de pé com altivez. Você poderá pensar em como se sentiria se alguém fosse lhe entregar uma medalha só por você ser você. Ficar ereto aumenta nossa capacidade de realizar o que estamos fazendo.

Eu realmente não acredito que seja possível a pessoa se orgulhar de si e estar deprimida ao mesmo tempo. Na maior parte das vezes em que se está de bem consigo mesmo, isso se expressa na nossa linguagem corporal e nossas expressões faciais. Um sorriso franco, mesmo quando acabamos de comprar um tíquete de estacionamento, pode deixar as pessoas ao nosso redor saberem que somos capazes de lidar com os pequenos incômodos da vida, o que aumentará sua confiança em nós e também nossa capacidade de ser agradáveis.

Isto me faz lembrar um frase de Jogos Vorazes - Em Chamas em que eles estão andando para o palácio presidencial e Effie diz "Queixos para cima, sorrisos a postos..." Mesmo quando se está lutando pela própria vida, a boa postura pode deixar qualquer um saber que vamos vencer. E mesmo que as chances não estejam a nosso favor, podemos enfrentar as dificuldades e vencê-las. Saber disso no fundo de nosso ser afastará nossos maus humores e permitirá que o que temos de melhor se projete.

Hoje, haja o que houver, mantenha a postura. No fim do dia, reserve um tempo para avaliar como se sentiu. Eu prometo que você se sentirá melhor. E lembre-se de que se funcionou hoje, funcionará amanhã.

O autor é psicoterapeuta em Westlake Village, Califórnia, e autor de “The Happy Couple: How to Make Happiness a Habit One Little Loving Thing at a Time”

Tradução de Celso Paciornik