Sociedade oferece exames gratuitos para diagnóstico do câncer de pele

Ludimila Honorato - O Estado de S.Paulo

Ação faz parte da campanha Dezembro Laranja, que alerta sobre prevenção da doença, e ocorre em todo o Brasil

O protetor solar deve ser usado diariamente, mesmo em dias nublados.

O protetor solar deve ser usado diariamente, mesmo em dias nublados. Foto: Pexels/@moose-photos

A campanha Dezembro Laranja, promovida desde 2014 pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), busca conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de pele. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), esse tipo de doença é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no País.

Como parte da iniciativa, a SBD vai oferecer exames gratuitos para diagnóstico do câncer de pele em todo o território nacional no próximo sábado, 7, das 9h às 15h.

A ação vai mobilizar cerca de quatro mil médicos dermatologistas e voluntários em mais de 130 postos de atendimento. A previsão é que 30 mil pessoas sejam beneficiadas.

Confira o endereço mais próximo de você neste link.

Este ano, a campanha tem como tema os sinais do câncer de pele, que incluem manchas avermelhadas, feridas que não cicatrizam ou uma pinta com formato irregular, que cresce rapidamente e apresenta cor escura ou em tons diferentes.

Assista abaixo ao vídeo da campanha, com depoimentos de quem foi diagnosticado com câncer de pele:

Fatores de risco para o câncer de pele

Todos os tipos de câncer de pele estão relacionados à radiação ultravioleta do sol, por isso é fundamental que, antes de se expor, a pessoa use protetor solar e, se possível, óculos de sol e chapéu.

"Tanto a exposição solar crônica diária, ou seja, pequena quantidade de sol nas áreas expostas ao longo da vida, quanto episódios de exibição intensa e desprotegida, podem ocasionar queimaduras e aumentar as chances de desenvolver o tumor", diz Elimar Gomes, Coordenador Nacional do Dezembro Laranja.

Chapéu, óculos de sol e protetor solar são os principais meios de proteção.

Chapéu, óculos de sol e protetor solar são os principais meios de proteção. Foto: Pixabay/@chezbeate

O fator genético também é um risco importante, então é aconselhável procurar um médico e fazer exames caso a pessoa tenha familiares com histórico de câncer de pele.

A SBD alerta para outras condições que podem levar ao câncer de pele: ter tido mais de seis queimaduras de sol, daquelas em que a pele fica muito vermelha e ardendo; ter muitas sardas ou mais de 50 pintas no corpo; pele muito clara que sempre queima no sol e nunca bronzeia; se já teve a doença antes; e ter mais de 65 anos.

Proteção contra o câncer de pele

Segundo a SBD, a proteção solar é um conjunto de atitudes. A orientação é evitar se expor ao sol entre 9h e 15h, usar camiseta e chapéu, aderir ao óculos de sol com proteção UV, aplicar protetor solar com fator de proteção 30 ou maior (uso diário, mesmo em dias nublados) e sempre consultar um dermatologista.