Saiba como prevenir doenças de inverno por meio da alimentação

Camila Santos - O Estado de S.Paulo

Além de frutas cítricas e mel, verduras e legumes fortalecem o sistema imunológico e podem ser inseridos de maneira criativa ao cardápio

A gripe afeta gravemente 3,5 milhões de pessoas por ano, segundo a OMS

A gripe afeta gravemente 3,5 milhões de pessoas por ano, segundo a OMS Foto: Allan Foster/ Creative Commons

Basta os termômetros caírem para ter início a série de espirros, tosses e narizes entupidos, sintomas típicos das doenças relacionadas ao sistema respiratório. Com a mudança brusca da temperatura, combinada à baixa umidade do ar, o organismo humano tende a sofrer com a ocorrência de rinite, sinusite, asma e bronquite. Mas engana-se quem acredita que estas são as únicas vilãs do inverno. A gripe e o resfriado também são muito comuns durante esta época do ano. Vale ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a gripe afeta gravemente 3,5 milhões de pessoas anualmente, segundo dados divulgados em 2014.

 

“Apesar de a gripe e o resfriado serem causados por vírus, tratam-se de vírus distintos”, ressalta o infectologista Ralcyon Teixeira, membro da Sociedade Brasileira de Infectologia. O médico pontua que tanto a intensidade dos quadros é diferenciada, assim como os sinais que o corpo manifesta. O resfriado pode ser causado por centenas de vírus, como os rinovírus, por exemplo, e os sintomas aparecem lentamente, com o surgimento do desconforto gradativo da via superior respiratória, composta por nariz e garganta, fato que justifica a coceira e a irritação. “A dor no corpo é mais leve e, às vezes, há uma febre baixa”, destaca.

 

Já a gripe, que é provocada basicamente por um tipo de vírus, o influenza, começa com febre alta, acima de 38ºC, acompanhada por tosse seca e incômodos musculares mais fortes. Neste caso, o tratamento inadequado, sem orientação de um especialista, pode levar a complicações, proporcionando o surgimento de pneumonia, inclusive. “Crianças muito novas e idosos são mais suscetíveis a esse agravamento”, afirma o infectologista.

 

Além dos cuidados básicos de higiene, que incluem a lavagem das mãos, e as vacinas já existentes, Teixeira alerta que não há comprovação de que exista um alimento específico para prevenção de doenças respiratórias. No entanto, observa que dietas ricas em nutrientes contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico e, consequentemente, tornam o indivíduo mais resistente às enfermidades.

Para o otorrinolaringologista Alexandre Colombini, a tendência a aglomerações em ambientes fechados, comum às estações mais frias, aparece entre os fatores que propiciam a transmissão de vírus e bactérias. “As pessoas também tiram do armário aquelas roupas que estão cheias de poeira. Esse contato com pó e mofo aumenta a possibilidade de adoecimento”, diz o profissional.

 

Colombini menciona que a hidratação não pode ser reduzida no período do inverno, mesmo que o indivíduo sinta menor vontade de ingerir líquidos. “É essencial que as refeições sejam ricas em vitamina C, porque ela potencializa a imunidade”, avalia. Mesmo com indicação de cuidados prévios que podem ser aplicados em casa, o médico reforça que, após a aparição da doença, a recomendação primordial é a procura por um especialista. “Muita gente recorre à automedicação e isso é um risco enorme.”

 

Prevenção. Uma alimentação equilibrada permite que anemias e déficits nutricionais sejam evitados, melhorando a capacidade de o sistema imunológico combater as doenças oportunistas do tempo frio. A nutróloga Ana Luisa Vilela explica que a comida ideal para o inverno deve ser variada, repleta de verduras, legumes e chás. Afinal, cada item possui uma parcela benéfica a ser agregada ao organismo. Contudo, não se deve esperar a enfermidade aparecer para realizar as mudanças necessárias: “Trata-se de um processo contínuo e preventivo”, destaca.

 

A médica enfatiza que a além da vitamina C, queridinha do período, presente nas frutas cítricas, como acerola, laranja e limão, as verduras escuras também são benéficas à saúde. “Aconselho a ingestão de brócolis e espinafre, já que contêm ferro. Ele é um elemento importante na ação da hemoglobina, que é a proteína responsável pelo transporte do oxigênio até as células.”

 

A profissional dá dicas para os pais que têm dificuldades em fazer com que os filhos consumam alimentos favoráveis à defesa do organismo: “Há a possibilidade de colocar chás no meio da gelatina ou adoçar as bebidas com mel, visto que ele trabalha na produção de anticorpos”, conclui.

 

Confira os alimentos indicados pela nutróloga Ana Luisa Vilela para tonificar a alimentação contra as doenças respiratórias:

Inverno saudável. A relação entre baixas temperaturas e aumento do apetite acontece porque, durante as estações mais frias, o corpo tende a gastar mais energia para manter-se termicamente estável e, para compensar essa perda, é necessário ingerir mais calorias. Deste modo, as sopas nutritivas são opções indicadas para quem deseja manter-se aquecido, sem entrar em guerra contra a balança.

 

Segundo a nutricionista Lívia Nogueira, as sopas com muitos carboidratos devem ser consumidas com moderação. “É preferível usar somente legumes e verduras, como cenoura, abobrinha, chuchu e couve”, aponta. No caso das carnes, Lívia recomenda que se dê preferência às magras, como frango e carne moída.

 

Algumas pessoas não abrem mão dos acompanhamentos, que merecem tanta atenção quanto os ingredientes principais do cardápio. “Não precisa encher a comida de queijo amarelo. Os queijos brancos e pães integrais são as melhores alternativas para manter a dieta”. E, para substituir o creme de leite na hora de engrossar o caldo da sopa, a nutricionista ensina: “A abóbora cumpre muito bem essa função, pois ela derrete durante o cozimento”, finaliza.

 

Veja receitas de sopas leves sugeridas pela nutricionista Lívia Nogueira:

Foto: Divulgação

 

Creme mix de legumes

 

Ingredientes:

3 tomates sem pele e sem sementes picados

2 cenouras picadas

6 buquês de brócolis

6 buquês de couve-flor

4 folhas de couve manteiga

1 chuchu médio picado

1 colher (sopa) de azeite

2 dentes de alho picados

½ cebola média picada

1 litro de água

Sal a gosto

Salsinha picada a gosto

 

Modo de preparo:

Aqueça o azeite e refogue o alho, a cebola e o tomate. Acrescente os legumes, as verduras, a água e o sal. Cozinhe até os legumes ficarem macios. Espere amornar e bata no liquidificador. Sirva polvilhada com a salsinha.

Foto: Divulgação

Sopa de abóbora e couve

 

Ingredientes:

½ abóbora moranga cortada em cubos

2 folhas de couve picada

1 colher (sopa) de gengibre picado

½ xícara (chá) de nozes picadas

2 dentes de alho picados

1 cebola pequena picada

1 colher (sopa) de azeite

2 envelopes de caldo de galinha sem gordura

½ litro de água fervente

Folhas de manjericão

Sal e pimenta do reino a gosto

 

Modo de preparo:

Doure o alho e a cebola no azeite. Adicione a abóbora, a couve e refogue por alguns minutos. Coloque o gengibre, os caldos e a pimenta do reino. Mexa e acrescente a água fervente. Cozinhe até que a abóbora comece a desmanchar. Deixe esfriar um pouco e bata no liquidificador. Prove e corrija o sal. Misture as nozes, enfeite com as folhas de manjericão e sirva.

Foto: Divulgação

Sopa rápida de frango com legumes

 

Ingredientes:

3 chuchus

3 cenouras

1 maço de couve

1 maço de espinafre

1 maço de agrião

3 tomates

1 caldo de galinha sem gordura

1 peito de frango

Salsinha a gosto

 

Modo de preparo:

Leve ao fogo o peito de frango com os demais ingredientes cortados em pedaços bem pequenos e deixe cozinhar até que os legumes amoleçam. Sirva decorado com salsinha.

Foto: Divulgação

Sopa de quinoa e vegetais

 

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de azeite de oliva

1 cebola picada

2 dentes de alho moídos

2 cenouras picadas

2 aipos (salsão) picados

1 abobrinha cortada em pedaços

1 xícara de vagem

1 litro de água

2 xícaras de tomates em pedaços

2 folhas de louro

1/2 xícara de manjericão picado

2 xícaras de quinoa cozida

Sal e pimenta a gosto

 

Modo de preparo:

Em uma panela, aqueça o azeite de oliva. Adicione cebola e alho, cozinhe de três a cinco minutos. Acrescente os vegetais e cozinhe por mais cinco minutos. Adicione água, tomate, sal, louro e manjericão. Coloque a tampa e, em fogo baixo, deixe cozinhar por 25 a 30 minutos. Acrescente a quinoa, sal e pimenta aos poucos, misturando com os outros ingredientes.

Foto: Divulgação

Sopa de abobrinha

 

Ingredientes:

1 colher (chá) de óleo de canola

2 cebolas médias bem picadas

1 kg de abobrinhas verdes (pequenas)

4 xícara (chá) de água fervente

1 colher (chá) de curry

Sal a gosto

Pimenta-do-reino a gosto

Salsa e cebolinha para decorar

 

Modo de preparo:

Aqueça ½ colher (sopa) de óleo de canola e doure uma cebola. Junte as abobrinhas picadas em pedaços médios e refogue por uns dois minutos. Acrescente a água fervente, o sal e a pimenta-do-reino a gosto e cozinhe por 20 minutos. Adicione o curry e bata tudo no liquidificador ou no processador de alimentos, até formar um creme homogêneo. Decore com salsa e cebolinha picadas.