Saiba como identificar e prevenir a pneumonia 

Redação - O Estado de S.Paulo

Silvia Abravanel foi internada com a doença no último domingo, depois do casamento da irmã

Falta de umidade do outono, as mudanças abruptas de temperatura e a imobilidade prolongada podem facilitar a contração da doença

Falta de umidade do outono, as mudanças abruptas de temperatura e a imobilidade prolongada podem facilitar a contração da doença Foto: bykst/ Pixabay

A pneumonia é uma infecção comum durante o outono, por causa das grandes variações de temperatura e do tempo seco. Silvia Abravanel, por exemplo, foi internada com a doença no último domingo, 30. Ainda no dia anterior, ela havia curtido o casamento da irmã, Patrícia, sem saber que o mal-estar que estava sentindo era algo mais grave.

De acordo com Alexandre Kawassaki, pneumologista do Hospital 9 de Julho, a falta de umidade da estação, as mudanças abruptas de temperatura e a imobilidade prolongada não causam efetivamente a doença, mas facilitam seu surgimento. 

O médico também aponta os sinais mais comuns: tosse, febre alta e falta de ar. "Mas pode ser bem variável. Alguns pacientes apresentam dor de cabeça, tontura, confusão mental, dor e chiadeira no peito", explica. 

Não há uma maneira totalmente eficaz de prevenir a pneumonia. Kawassaki indica a vacinação anual contra gripe, a vacinação contra pneumonia em pacientes de risco, como idosos, crianças e portadores de doenças crônicas, além de sempre higienizar as mãos e evitar contato com pessoas que apresentem sintomas respiratórios.

Caso a doença seja contraída, o tratamento é feito com antibióticos. "Casos em que há suspeita importante ou quadro confirmado de Gripe A, os pacientes recebem antiviral. Na maioria das vezes, porém, o tratamento é domiciliar", afirma o pneumologista. É comum também usar medicamentos para aliviar sintomas, como analgésicos, antitérmicos, expectorantes e inalações. 

Consultoria 9 de Julho