Prática de exercícios somente aos finais de semana exige cuidado

- O Estado de S.Paulo

O ideal na hora de realizar essas atividades é medir a quantidade para evitar problemas de coração e lesões

 O correto é escolher bem o tipo de exercício, tomando cuidado com a repetição, com a forma de execução e adaptando a prática à sua realidade, sempre sendo orientado por algum profissional

 O correto é escolher bem o tipo de exercício, tomando cuidado com a repetição, com a forma de execução e adaptando a prática à sua realidade, sempre sendo orientado por algum profissional Foto: Celso Flores/Creative Commons

A prática de atividades físicas somente aos finais de semana pode ser prejudicial à saúde, alerta Lucio Rogerio dos Santos, educador do Conselho Federal de Educação Física. Em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, o especialista recomenda que os exercícios, para terem melhores resultados, devem ser feitos constantemente, em ciclos próximos de repetição. Caso isso não seja possível, os cuidados devem ser redobrados para evitar danos. 

Santos afirma que não é recomendado que se tente potencializar essas atividades nos poucos dias. “Não adianta caminhar todos os finais de semana se você tenta acelerar ao máximo cada vez que sai”, diz ele.  É necessário ter um controle para não exceder ps limites, porque isso pode resultar em problemas de lesões e no coração, já que o aceleramento repentino, para quem não está acostumado, pode causar um dano sério no órgão. O correto é escolher bem o tipo de exercício, tomando cuidado com a repetição, com a forma de execução e adaptando a prática à sua realidade, sempre sendo orientado por algum profissional. “O ideal é que você possa ser controlado nessas atividades, para não fazer nada de muito esforço repentino”, afirma. 

Lucio recomenda atividades que possam ser controladas, como a caminhada, em que o praticante vai no seu ritmo. O futebol, no entanto, pode forçar corridas, esforços espontâneos, o que demanda um esforço grande, que não é ideal para quem não pratica exercícios sempre.  Para aqueles que não tinham vida ativa anteriormente, é ainda mais necessário saber dessas limitações. 

O educador relata que é melhor praticar pequenas quantidades, do que nada, porque ainda que em uma curta frequência, os exercícios aumentam a capacidade respiratória, dão mais energia. Para aqueles que podem praticar aos sábados e aos domingos, a quantidade do segundo dia deve ser menor que a do primeiro.  O tempo de exercício deve ser um processo gradual, conforme o corpo aguenta, a respiração é um indicativo do quanto cada um tem capacidade de fazer, por exemplo. 

Ouça a entrevista completa de Lucio Rogerio dos Santos ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão: