Outubro Rosa: Campanhas ajudam a devolver a autoestima de mulheres mastectomizadas

Jéssica Díez Corrêa - Especial para O Estado de S. Paulo

Iniciativas como tatuagem de aréola mamilar e criação de próteses externas ajudam a melhorar a autoconfiança das pessoas afetadas pelo câncer de mama

Próteses de alpiste e tatuagem da aréola podem ajudar na recuperação da autoestima

Próteses de alpiste e tatuagem da aréola podem ajudar na recuperação da autoestima Foto: Fernanda Chahin/Divulgação e Kiko Tattoo/Divulgação

Durante o Outubro Rosa, são promovidas diversas campanhas que conscientizam sobre a importância da prevenção e detecção precoce do câncer de mama. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo - perde apenas para o de pele -, respondendo por cerca de 28% de casos novos a cada ano.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), somente em 2017, 57 mil novos casos da enfermidade devem ser descobertos no Brasil. Um dos tratamentos para os estágios avançados da doença é a mastectomia, intervenção cirúrgica em que uma ou ambas as mamas são retiradas, parcial ou totalmente. 

Tatuagem de aréola. Com o intuito de resgatar a autoestima das mulheres que passaram pelo procedimento, o estúdio de tatuagem Kiko Tattoo lançou a campanha “Espelho, espelho meu”, cujo objetivo é reconstruir gratuitamente os seios da mulher mastectomizada com a tatuagem de aréola mamilar. “O projeto nos traz muito orgulho. Queremos atender muitas mulheres, ajudá-las a se olharem felizes no espelho”, conta Kiko, que dá nome ao negócio.

O tatuador explica que o processo é bem simples e dura cerca de trinta minutos. Estudando cores e texturas, é possível chegar a um resultado bem semelhante a uma aréola real. “As mulheres chegam um pouco tímidas, mas no final a reação é surpreendente. Elas não acreditam como pode ficar tão parecido, então é muito bonito vê-las se emocionando”.

Proejto Espelho, espelho meu ajuda a reconstruir gratuitamente os seios da mulher mastectomizada

Proejto Espelho, espelho meu ajuda a reconstruir gratuitamente os seios da mulher mastectomizada Foto: Kiko Tatoo/Divulgação

A psicóloga Patrícia Komel, de 57 anos, passou por uma mastectomia total há mais de dez anos, já tinha o implante de silicone nos seios e fez a tatuagem da aréola mamilar no último dia 10. “Estou me sentindo nas nuvens pensando em tudo que vou recuperar. O seio é uma parte muito importante da mulher. A gente realmente fica para baixo por ele não estar perfeito, e com certeza agora vai ficar muito mais bonito”.

Kiko diz que a campanha, que já está no segundo ano, tem tido um impacto muito positivo em sua atividade profissional. “É interessante mostrar que a tatuagem pode ajudar as pessoas com um esforço muito pequeno”. Para Patrícia, movimentos como este têm a capacidade de mudar a vida de mulheres mastectomizadas. “Essas campanhas são fundamentais para resgatar a mulher que há dentro de cada uma de nós”. 

'Queremos atender muitas mulheres, ajudá-las a se olharem felizes no espelho', conta Kiko, tatuador do estúdio que idealizou o projeto Espelho, espelho meu

'Queremos atender muitas mulheres, ajudá-las a se olharem felizes no espelho', conta Kiko, tatuador do estúdio que idealizou o projeto Espelho, espelho meu Foto: Kiko Tattoo/Divulgação

O projeto “Espelho, espelho meu” dura até o final do mês nos quatro estúdios da rede Kiko Tattoo, três no Rio de Janeiro e um em Miami. O procedimento é gratuito, mas deve ser agendado com antecedência e só pode ser realizado após liberação médica. 

Próteses de alpiste. A advogada Fernanda Chahin, 48 anos, é responsável por outra iniciativa para aumentar a autoestima das mulheres mastectomizadas. Após ter que retirar as duas mamas em decorrência de um câncer agressivo, em 2016, e ter que remover as próteses de silicone por complicações médicas, seu contentamento com a aparência despencou. 

A situação a incentivou a criar próteses externas para usar até que pudesse passar por uma nova intervenção cirúrgica. Assim surgiram as próteses de alpiste. A ideia é bastante simples: uma meia de nylon preenchida, em maior ou menor medida, com alpiste - sim, o mesmo usado para alimentar pássaros - faz as vezes do enchimento. “As próteses se moldam perfeitamente ao peito, não esquentam, não incomodam e desenvolvem a aparência natural de mamas no sutiã”, explica Fernanda.

A advogada Fernanda Chahin precisou remover as próteses de silicone por complicações médicas, e teve a iniciativa de criar as de alpiste

A advogada Fernanda Chahin precisou remover as próteses de silicone por complicações médicas, e teve a iniciativa de criar as de alpiste Foto: Imagem cedida por Fernanda Chahin

A advogada criou uma organização sem fins lucrativos intitulada “Mamas do Amor”, que tem como objetivo doar mil pares de próteses, dos tamanhos 40 ao 54, para pessoas de todo o Brasil. Segundo ela, as mulheres que usam o enchimento “ficam com a autoestima maior pois podem usar roupas com melhor caimento, e sentem-se poderosas”.

Para cobrir os custos do envio por correio, Fernanda criou uma vaquinha online. Além disso, o “Mamas do Amor” recebe doações de meias e de alpiste. É possível aprender a fazer a prótese pelo site do projeto.

Serviço:

Kiko Tattoo

Unidade Barra

Av das Américas, 7907 - loja 101 / bloco 02 - Open Mall

+55 21 2438-4539 / 2438-9108

Horário: Seg à Sab - 11 às 22hs

Unidade Jacarepaguá

Av. Geremário Dantas, 404 - loja 401/402 - Center Shopping

+55 21 2436-2486 / 3432-8561

Horário: Seg à Sab - 11 às 22hs e Domingo - 14 às 21hs

Unidade Gávea

Rua Marquês de São Vicente, 52, loja 345 – Shopping da Gávea

+55 21 2529-6414 / 3647-7917

Horário: Seg à Sab - 11 às 22hs e Domingo - 14 às 21hs

Miami - FL

Unidade Wynwood

188NW 36th Street

+1 305 934-2803

Horário: Seg à Sab - 11 às 19hs

Mamas do Amor

•    Para fazer o pedido de sua prótese, acesse o site www.mamasdoamor.com

•    Para doar quantias em dinheiro, acesse o site www.vakinha.com.br/mamasdoamor

•    As doações podem ser entregues ou enviadas no endereço Alameda Santos, 2359, CEP 01419-002 - Cerqueira César São Paulo - Capital.