Os exames necessários antes da prática de atividades físicas

- O Estado de S.Paulo

Sem a orientação médica, o atleta pode sofrer lesões em decorrência da atividade mal planejada, além de diminuir ou anular o rendimento do esforço

Os exames funcionais, que diagnosticam o equilíbrio do organismo enquanto em atividade, também são relevantes para os atletas novatos

Os exames funcionais, que diagnosticam o equilíbrio do organismo enquanto em atividade, também são relevantes para os atletas novatos Foto: Marquette University/ Creative Commons

Antes de iniciar um programa de atividades físicas, o futuro atleta já sabe que é indispensável realizar uma bateria de exames para checar as condições do corpo e assegurar que o esforço não causará lesões ou problemas de saúde. Entretanto, além do eletrocardiograma e do exame de sangue, já recomendados em muitas academias e realizados pelos iniciantes, outros exames são fundamentais para determinar a aptidão do interessado, o que raramente é feito se o novo atleta não procurar a orientação de um médico.

Em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, o preparador físico Aulus Sellmer afirma que os exames posturais são de extrema importância. “Se você tem algum desvio ou encurtamento, é fundamental diagnosticar antes de começar a prática, seja ela de fortalecimento muscular ou outra aula qualquer, pois você precisa acertar tais problemas”, explica. 

Outro tipo de avaliação frisado por Sellmer são os exames de desequilíbrio muscular. Segundo o especialista, a grande maioria da população possui mais massa muscular na parte anterior do corpo que na posterior, ou vice-versa. “É importante saber qual a deficiência que seu corpo possui, para que você acerte isso na hora de montar sua programação de fortalecimento”.

Os exames funcionais, que diagnosticam o equilíbrio do organismo enquanto em atividade, também são relevantes para os atletas novatos. “Nesse caso, é importante para avaliar a situação das estruturas passivas, que cuidam da estabilidade do corpo, como tendões e cartilagens”, verifica o preparador.

Sem a orientação médica, o atleta pode sofrer lesões em decorrência da atividade mal planejada, além de diminuir ou anular o rendimento do esforço. “Muitas pessoas começam a treinar sem fazer nenhum exame e, nesse caso, pode-se dizer que é uma perda de tempo; um tempo precioso para que se possa ganhar condição física e ter prazer durante a prática”, completa Sellmer.