No combate à ansiedade

Rodolfo Almeida - O Estado de S.Paulo

Mudanças simples no cotidiano podem reduzir o nervosismo

Desde hábitosviciantes, como a checagem constante do celular e o cigarro, até oestresse e irritabilidade do dia a dia, a ansiedade pode semanifestar de diversas formas. Para combater este mal, o controle daalimentação e a prática de exercícios pela manhã são maneirassimples e efetivas de acalmar os ânimos e garantir um cotidiano commais tranquilidade e qualidade de vida.

Uma dasrecomendações é se livrar de hábitos viciantes, como a checagemconstante de e-mails, mensagens e redes sociais no celular que. Assimcomo roer unhas, comer em excesso e usar álcool e drogas, o costumese tornou um alívio imediato, mas passageiro, da ansiedade. É o queafirma o psicoterapeuta e professor do Curso de Especialização emMedicina Comportamental da USP, Geraldo Possendor. 
“Essehábito faz parte de uma tendência primitiva do ser humano que é odesejo de se sentir em controle de tudo. Mas, ainda que seja umcontrole da ansiedade, o uso em excesso do celular é um alívio queacaba gerando ainda mais estresse, pois se torna um hábitoprejudicial em si mesmo”, comenta o professor. Entretanto, por nãoser ainda um diagnóstico oficial, a identificação de um “vícioem celular” é pouco precisa e requer um autopoliciamentoconstante. “Muitas vezes depende do bom senso. A pessoa têm deperceber se sua personalidade está ficando escrava disso e sepoliciar para diminuir o uso.” 
O controle da alimentação também pode ser outro aliado no alívioda ansiedade. Alimentos que contêm o aminoácido triptofano, comobanana, leite e derivados ajudam na regulação do sono e naliberação de hormônios, provocando o prazer do relaxamento.Segundo a nutricionista e coordenadora do serviço de nutrição doHospital San Paolo, Rafaela Frason, também é recomendado evitar aprodução de cortisol, um hormônio liberado em situações deestresse. “A vitamina C presente nas frutas cítricas diminui aliberação desse componente”, afirma. Ao mesmo tempo, certosalimentos como cafeína, álcool e refrigerantes podem impulsionar aansiedade, estimulando o sistema nervoso e provocando irritabilidade,depressão e tensão. 
Oexercício pela amanhã é outro método que melhora a disposiçãopara as tarefas do dia, irrigando o cérebro e aumentando aconcentração. Segundo o professor de educação física RodrigoSilva, em entrevista ao programa Rota Saudável, da RádioEstadão, o ideal é reservaraté por volta das 16h para praticar atividades de alto gastocalórico e, à noite, priorizar o descanso do corpo e da mente. “Senão existe a opção de se exercitar pela manhã, o melhor paracontrolar a ansiedade é usar a noite para praticar atividades maisleves que permitem desacelerar um pouco, como alongamento, yoga erelaxamento”, afirma. 
 Escolher se exercitarlogo cedo, em vez de à noite após o trabalho, pode ajudar nomomento do descanso da noite. “Quandouma pessoa ansiosa pratica exercícios, os batimentos cardíacosaceleram e o cérebro libera serotonina no corpo, causando um aumentoainda maior na ansiedade. Se o exercício acontece à noite, o sonofica prejudicado”, conclui o professor.