Mitos e verdades sobre o consumo de pimenta para a saúde

Bárbara Pereira * - O Estado de S.Paulo

Pimenta possui nutrientes? Leite diminui ardência? Desvende essas e outras hipóteses sobre a especiaria milenar

Estudos comprovam uso da pimenta por civilizações antigas para tornar alimentos mais agradáveis.

Estudos comprovam uso da pimenta por civilizações antigas para tornar alimentos mais agradáveis. Foto: Unsplash/@elletakesphotos

Dedo-de-moça, malagueta, jalapeño, biquinho, caiena… Os mais diversos tipos de pimenta estão presentes na alimentação do ser humano há milhares de anos, sendo consideradas especiarias perfeitas para acrescentar um sabor diferenciado ao alimento, além de possuírem outros benefícios para a saúde. "Existem estudos que mostram a utilização milenar de pimentas pelos índios e civilizações antigas para tornar os alimentos mais agradáveis ao paladar, já que são ricas em capsaicinoides, compostos fenólicos responsáveis pelo sabor característico da pimenta. Além disso, também eram utilizadas como conservantes em alimentos", explica a nutricionista Luna Azevedo, membro da Associação Brasileira de Nutrição.

Apesar das características gastronômicas que comprovam seu sucesso, o consumo da pimenta ainda envolve mitos e verdades pouco esclarecidos entre a população. Para desvendar essa especiaria milenar, a equipe do E+ selecionou sete hipóteses sobre a pimenta para descobrir: é mito ou verdade?

Unsplash/@ten80media
Ver Galeria 7

7 imagens

* Estagiária sob supervisão de Charlise Morais.