‘Mano a Mano’: Em novo episódio, Mano Brown debate mitos sobre maconha com Sidarta Ribeiro

Bárbara Correa - Especial para o Estadão

Neurocientista reforça a importância da ciência no assunto e explora a relação dos sonhos com uma vida saudável

Mano Brown e Sidarta Ribeiro em novo episódio de 'Mano a Mano'

Mano Brown e Sidarta Ribeiro em novo episódio de 'Mano a Mano' Foto: Jef Delgado/Spotify

Após o lançamento dos quatro primeiros episódios da segunda temporada de Mano a Mano, com participações como Emicida, Jojo Todynho, Seu Jorge, Jeferson De, Felipe Kot e Yuri Marçal, Mano Brown irá expandir o diálogo do podcast Original Spotify

Nesta quinta-feira, 21, o rapper irá receber o Mestre em neurobiologia e Doutor em neurociência Sidarta Ribeiro. Na pauta desta conversa, estão estudos sobre o cérebro, os mitos e as verdades sobre o uso da maconha e a importância dos sonhos quando se fala em vida saudável.

"O importante é tratar disso com racionalidade. Primeiro legalizar para poder falar sobre o assunto. No ambiente da proibição, ninguém sabe nada e todo mundo está em risco. A pessoa que consome maconha não sabe o que tem ali, a dose, não sabe se na sua genética tem algo que a deixa vulnerável. Precisa da cultura da moderação e não de abstinência”, afirma o convidado.

O debate em torno dos sonhos também alerta sobre como a falta de lembrança implica em uma vida não saudável.

“Parte do problema da falta de empatia hoje está relacionado ao abandono dos sonhos porque as partes do cérebro usadas pelos sonhos são as mesmas usadas para se colocar no lugar do outro. Ao chegar em casa às 9 da noite depois de pegar um ônibus extremamente demorado e de má qualidade e ter que acordar de novo às 5 da manhã no dia seguinte, perde-se a segunda metade da noite, que é quando a gente sonha mais. Vamos entrando em um modo de sobrevivência, irritado, sem pensar nos outros e nos valores”, afirma Sidarta.

Os novos episódios do podcast estrearam no dia 24 de março. Na primeira temporada, o artista entrevistou o ex-presidente Lula e o episódio foi o mais ouvido no Spotify Brasil em 2021.