Exercícios físicos pela manhã reduzem a pressão arterial

Lucas Lopes - O Estado de S.Paulo

Estudo aponta que a prática de atividades físicas no período matinal tem maior efeito hipotensor

É comum entre os praticantes de atividades físicas a dúvida se treinos matinais são mais benéficos do que os realizados à noite. Um estudo recente feito pelo mestre em educação física Leandro Campos Brito, revela que a prática de atividades pelas manhãs tem um impacto maior na redução da pressão arterial.

Em entrevista ao programa Rota Saudável da Rádio Estadão, Brito explica que os exercícios praticados no período matinal possuem um efeito hipotensor - capacidade da atividade em reduzir os níveis padrões da pressão arterial no decorrer do dia -, maior do que os realizados à noite.

"Essa redução é chamada de hipotensão pós-exercício, que não causa sintomas clínicos. É uma proteção ao sistema cardiovascular no período de recuperação após a atividade", afirma o profissional.

Exercícios praticados no período matinal possuem um efeito hipotensor

Exercícios praticados no período matinal possuem um efeito hipotensor Foto: Public Affairs Office Fort Wainwright / Creative Commons

O mestre em educação física explica que a pressão arterial se eleva fisiologicamente da manhã até o período da tarde, com um pequeno intervalo, começa reduzir após às 18 horas e chega aos menores índices durante o estado mais profundo de sono. O estudo realizado nos dois períodos mostra uma maior efetividade na redução dos valores padrões da pressão no treino feito pela manhã.

"O exercício físico eleva a pressão arterial momentaneamente, durante a realização da atividade, mas assim que é encerrada a sessão de exercício ela retorna aos valores padrões e, na grande maioria das vezes, diminui em relação aos valores observados sem a prática da atividade física", complementa.

Apesar da conclusão, Leandro afirma que treinar durante a manhã não é exatamente melhor do que treinar à noite. O estudo foi premiado no 16º Simpósio de Educação Física e Esporte, evento-satélite do 36º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. Foi feito com base em sessão de treinamento individual: uma durante a manhã e outra realizada no período noturno. A intenção do profissional agora é aplicar o estudo para um período de treinos mais amplo.