Exercícios físicos moderados ajudam no combate da síndrome metabólica

Lucas Lopes - O Estado de S.Paulo

Condição está diretamente relacionada com o excesso de peso e pode colocar a saúde em risco

A prática de exercícios físicos auxilia no combate à doença

A prática de exercícios físicos auxilia no combate à doença Foto: Sangudo/ Creative Commons

Você já ouviu falar em síndrome metabólica? O nome é pouco conhecido entre as pessoas, porém atinge diversos brasileiros. Trata-se do conjunto de várias alterações que, interligadas, determinam um momento de risco cardiovascular.

De acordo com a médica Juliana Bicca, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia, são os cinco pilares desta doença: obesidade, pressão alta, índice acima do normal de glicemia e de triglicérides e baixo nível de colesterol HDL. Uma pessoa que apresente três destes fatores já pode ser classificada como portadora da síndrome metabólica.

"A doença está diretamente associada ao excesso de peso. Conforme os estudos indicam, o aumento do peso da população aumenta diretamente a incidência da síndrome metabólica nas pessoas", explica Juliana em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão.

A prática de exercícios físicos auxilia no combate à doença. A endocrinologista ressalta alguns pontos em relação às atividades físicas visando acabar com a síndrome, como a necessidade de combinar exercícios aeróbicos com musculação para a perda de peso e aumento da massa muscular e também a taxa metabólica.

Juliana defende ainda que o nível dos exercícios deve ser no mínimo moderado. "Tenho que ser muito sincera: exercício leve não faz perder peso. Tem de ser moderado. O mínimo aconselhável é de 150 minutos de exercícios semanais. A atividade proporciona benefício cardiovascular, melhora do condicionamento respiratório, prevenção de doenças e perda de peso", afirma.

A médica ressalta também a importância de sempre ter acompanhamento de profissionais da área na realização de exercícios e de exames clínicos para saber dosar a carga de atividades de acordo com as limitações físicas, como teste ergométrico.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metaboligia, a Síndrome Metabólica ocorre quando estão presentes três dos cinco critérios abaixo:

  • Obesidade central - circunferência da cintura superior a 88 cm na mulher e 102 cm no homem;
  • Hipertensão Arterial - pressão arterial sistólica 130 e/ou pressão arterial diatólica 85 mmHg;
  • Glicemia alterada (glicemia 110 mg/dl) ou diagnóstico de Diabetes;
  • Triglicerídeos 150 mg/dl;
  • HDL colesterol 40 mg/dl em homens e 50 mg/dl em mulheres