Endometriose: Veja artistas que tiveram o mesmo diagnóstico que Anitta

Julia Queiroz* - O Estado de S. Paulo

Patrícia Poeta, Giovanna Ewbank e Larissa Manoela já falaram sobre a doença; especialista explica que a patologia ainda é muito estigmatizada

Larissa Manoela e Giovanna Ewbank estão entre as artistas que sofrem com endometriose, doença diagnosticada em Anitta.

Larissa Manoela e Giovanna Ewbank estão entre as artistas que sofrem com endometriose, doença diagnosticada em Anitta. Foto: Instagram / @larissamanoela, Bridget Bennett/AFP e Instagram / @gioewbank

Em desabafo nas redes sociais, a cantora Anitta revelou que recebeu um diagnóstico de endometriose, doença crônica que afeta mulheres em idade reprodutiva.

A artista afirmou que passou nove anos sentindo dores após ter relações sexuais, mas que os médicos diziam que ela sofria de cistite de repetição, um tipo de infecção urinária.

Segundo dados do Ministério da Saúde, uma em cada dez mulheres brasileiras sofre com os sintomas da endometriose, mas o diagnóstico ainda é difícil de ser realizado, como relatado por Anitta.

Dr. Marcos Tcherniakovsky, ginecologista e diretor de comunicação da Sociedade Brasileira de Endometriose, explica que a patologia ainda é muito estigmatizada e que muitos médicos não pensam na doença quando uma paciente chega até eles.

"O quadro clínico da endometriose é comum a muitos outras doenças também. Então dor, cólica na menstruação, inchaço abdominal podem ser sintomas comuns de uma adenomiose, cisto de ovário, mioma uterino ou aderências", completa.

Assim como Anitta, outras artistas já revelaram sofrerem com a endometriose e comentaram as dificuldades com os sintomas e o diagnóstico. Confira algumas delas:

 

Patrícia Poeta

Depois que Anitta compartilhou sua jornada pelo diagnóstico, Patrícia Poeta revelou nesta sexta, 8, durante o Encontro, que também sofre com a doença. 

"Descobri recentemente que tenho endometriose, mas não operei ainda", disse. "Às vezes, as mulheres demoram 40 anos para descobrir, que foi o meu caso. Às vezes é uma dor insuportável".

De acordo com o Dr. Marcos Tcherniakovsky, 62% das mulheres diagnosticadas com endometriose possuem dismenorreia, como são chamadas as cólicas intestinais intensas. "Pacientes com dor pélvica crônica, aquela dor com mais de seis meses sem melhora clínica, estamos falando de 57%", completa. 

 

 

Michelle Loreto

Michelle Loreto, que também participou do Encontro nesta sexta, contou descobriu que tinha endometriose aos 24 anos e que, por conta das dores que sentia, optou por realizar a cirurgia, mesmo tratamento escolhido por Anitta.

 Tcherniakovsky explica que o procedimento custuma ser pouco invasivo: "É uma cirurgia que vai depender da complexidade dela, do seu tempo, e a grande maioria dessas mulheres acabam indo embora um dia seguinte da cirurgia ou dois". 

 

 

 

Giovanna Ewbank 

Giovanna Ewbank também se pronunciou sobre endometriose depois do relato de Anitta. A atriz já havia comentado o diagnóstico anteriormente nas redes sociais, mas reforçou a necessidade de se buscar informação sobre a doença.

"Me passa um filme na cabeça. Sofri por muitos anos sem saber o que tinha, eram cólicas de desmaiar de dor e muito desconforto na relação sexual. Eu nunca tinha ouvido falar da doença quando descobri e logo operei. Mudou a minha vida. Procure saber", escreveu.

 

 

Larissa Manoela

Em setembro de 2021, a atriz revelou que foi diagnosticada com a doença e promoveu uma live com um especialista para conscientizar as suas seguidoras sobre o assunto.

Na época, Larissa aconselhou suas fãs a fazerem um check-up de rotina e se informarem sobre a endometriose, já que a patologia ainda é um tema pouco discutido pela mídia.

 

 

Isabella Santoni

Isabella Santoni recebeu o diagnóstico de endometriose em março de 2021. Meses depois, ela falou sobre a doença nas redes sociais e aconselhou suas seguidores a procurarem um médico ao sentirem dores tão fortes.

“Eu sempre tive muita cólica, mas eu achava que era normal. Aí, eu fui em uma médica e ela falou que eu não devia tomar os remédios que eu tomava todo mês”, explicou. 

 

 

Bárbara Evans

A modelo falou à revista Marie Claire que descobriu a endometriose enquanto passava por dificuldades para engravidar.  Tcherniakovsky explica que a doença não impede a gravidez, mas que 30 a 50% das mulheres com a doença sofrem com a infertilidade, ou seja, vão enfrentrar maior dificuldade para tentar engravidar.

Segundo ele, com um tratamento correto, retirada de lesões e/ou com um encaminhamento para um especialista em reprodução assistida, as pacientes, em sua maioria, conseguem engravidar, 

 

 

Gabriela Pugliesi

Assim como Evans, a influenciadora revelou que a endometriose também foi um empecilho para que conseguisse engravidar.

Ela revelou o diagnóstico em maio, quando compartilhou em suas redes sociais que está grávida depois de ter passado por diversos tratamentos sem sucesso.

 

 

Wanessa Camargo 

Wanessa revelou em 2014, durante o programa Mais Você que também precisou passar por uma cirugia para tratar a endometriose. Segundo a cantora, ela poderia até ficar infértil caso não realizasse o procedimento.

Ela ainda contou que não sabia da existência da doença até que sua mãe a levasse a um médico e que precisou tomar pípulas anticoncepcionais por anos para aliviar as cólicas que sentia.

 

*Estagiária sob supervisão de Charlise Morais