‘Diagnóstico precoce de câncer de pulmão é importantíssimo’, diz oncologista

- O Estado de S.Paulo

Médica destaca que parar de fumar é a melhor forma de prevenir a doença

Ana Maria Braga afirmou nesta segunda-feira, 14, que detectou um câncer de pulmão em setembro deste ano. A declaração foi feita no programa Mais Você, exibido pela Rede Globo. Como a doença estava em estágio inicial, Ana Maria não apresentou nenhum sintoma e, após uma cirurgia para remover o tumor, as chances de cura são altas.

Para Mariana Laloni, coordenadora do Centro de Oncologia do Hospital 9 de Julho, a apresentadora teve sorte. “Fazer o diagnóstico cedo é importantíssimo. Quando o tumor é pequeno - com menos de um centímetro - e não há acometimento de gânglios, o tratamento cirúrgico tem uma taxa curativa muito alta”, diz.

A médica destaca que o grande problema do câncer de pulmão é que, muitas vezes, o tumor cresce silenciosamente, sem nenhum sintoma. “Por isso, normalmente, ele é diagnosticado em fase mais avançada, quando a cura é mais difícil”.

Combate ao tabagismo. Mariana Laloni diz que a principal forma de prevenir o câncer de pulmão é parar de fumar.  “O cigarro aumenta, dependendo da população, de 10 a 30 vezes a chance de o paciente ter câncer de pulmão”, afirma. Assim, fumantes e pessoas que têm histórico de câncer na família devem consultar-se com um oncologista, principalmente a partir dos 60 ou 65 anos.

Segundo a médica, não há ainda um consenso da Medicina sobre a frequência necessária para a realização de exames para detectar a doença. “Isso depende do quanto a pessoa fuma, dos seus hábitos”, afirma a especialista. O importante é consultar o médico e, quando houver indicação, fazer uma tomografia com baixa dose de radiação, exame mais indicado para o diagnóstico. 

Confira sete matérias sobre o câncer: