Devemos nos empanturrar de ovos no café da manhã? Veja o que você precisa saber

Peter Whoriskey - O Estado de S.Paulo

Na realidade, a maior parte do colesterol do nosso sangue origina-se, não do que comemos, mas do que nosso fígado produz

Foto: Steve in Brazil/ Creative Commons

A principal comissão supervisora da alimentação dos Estados Unidos decidiu minimizar o alarme a respeito do colesterol nos alimentos, e sua recomendação permitirá formular a próxima versão das influentes Diretrizes Nutricionais, do governo federal. Aqui estão algumas perguntas sobre o que isto pode significar para vocês.

O que decidiu a comissão?

A comissão, que elabora as Diretrizes Nutricionais, decidiu que consumir alimentos com alto teor de colesterol não chega a representar uma preocupação para a saúde pública. É importante destacar que a comissão se refere à dieta e ao consumo de colesterol, ela não minimiza os perigos representado por níveis elevados de colesterol no sangue.

Foto: Patsy/ Creative Commons

Isto significa que posso comer tantos ovos quanto quiser?

Em geral, os nutricionistas afirmam que, para o adulto saudável, um ovo diário não tem nenhum problema.

Segundo eles, comer alimentos com alto teor de colesterol não produz necessariamente níveis mais elevados de colesterol no sangue. Na realidade, a maior parte do colesterol do nosso sangue origina-se, não do que comemos, mas do que nosso fígado produz.

Um grupo de pesquisadores da Associação Americana do Coração e do Colégio Americano de Cardiologia que analisou a questão em 2013, disse que não há evidências suficientes de risco que exijam a restrição do colesterol na dieta.

Entretanto, alguns cientistas continuam cautelosos.

Um dos expoentes do grupo, Robert Eckel, disse que ainda usa apenas clara de ovo para suas omeletes, evitando a gema rica em colesterol.

E na realidade, os especialistas alertam que pessoas com outros problemas de saúde, como o diabete, deveriam ser mais cautelosas, também.

Foto: milomingo/ Creative Commons

De onde se origina a maior parte do colesterol da dieta americana?

Ovos, fígado, camarões e lagostas são alguns dos alimentos com maior teor de colesterol. Mas dados federais mostram que, na realidade, os americanos ingerem grande parte do colesterol em alimentos como carne bovina, hambúrguer e queijo pelo simples motivo de que comem uma quantidade maior destes alimentos.

Foto: stijn nieuwendijk/ Creative Commons

Os especialistas vêm alertando a respeito das dietas ricas em colesterol. E o que é feito do consenso?

Muitos cientistas, agora, não se preocupam tanto com colesterol quanto com o perigo representado por alimentos com alto teor de gorduras saturadas, como queijos, pizzas e hambúrgueres, bem como gorduras trans.

Deste ponto de vista, estas gorduras são substâncias que produzem altos níveis de colesterol "ruim" no sangue, e estes altos níveis de colesterol no sangue vêm sendo relacionados a doenças cardíacas.

Tradução de Anna Capovilla