Carreta itinerante faz coleta de sangue para incentivar doação de forma segura

Camila Tuchlinski - O Estado de S.Paulo

Iniciativa quer aumentar estoques durante pandemia de covid-19

Pandemia do novo coronavírus fez bancos de sangue diminuírem ainda mais estoques no inverno

Pandemia do novo coronavírus fez bancos de sangue diminuírem ainda mais estoques no inverno Foto: Divulgação

Uma carreta fará coleta de sangue durante o mês de julho em cinco pontos da Grande São Paulo. A proposta é aumentar os estoques durante a pandemia do novo coronavírus. A Roche e a organização sem fins lucrativos SAS Brasil, em parceria com a rede de supermercados Dia Brasil e o Hemocentro São Lucas, levam o banco de sangue móvel para incentivar as pessoas por meio de doações feitas de forma segura para todos.

Para garantir que tudo seja feito dentro dos protocolos vigentes e evitar aglomerações, as doações acontecem com horário marcado via agendamento por WhatsApp. O cadastro é realizado na parte externa da carreta, em salas separadas e com uma pessoa por vez, para permitir a realização de triagem e identificar possíveis infectados por covid-19

As cadeiras para coleta ficam a 1,5m de distância entre elas e há fluxos para não ter circulação cruzada, como entrada e saída independentes, evitando ao máximo contato físico. Todos, funcionários e doadores devem estar de máscara. O lanche após a doação é oferecido na parte de fora da unidade móvel, que é frequentemente higienizada. 

O Hemocentro São Lucas, responsável pela coordenação técnica da ação, tem um protocolo para que as coletas ocorram dentro do padrão de qualidade e segurança exigidos.

Para doar sangue, os candidatos precisam ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos precisam estar acompanhados do responsável), pesar no mínimo 55 quilos, estar em bom estado de saúde e levar documento oficial com foto no momento da doação. 

Em relação ao coronavírus, não podem doar pessoas que apresentem sintomas como tosse, febre e dores no corpo. Quem teve contato com pessoas infectadas deve aguardar 14 dias para fazer a doação. Já quem foi curado da doença deve esperar 30 dias para doação. Para saber sobre pré-requisitos mais específicos consulte o site do Ministério da Saúde.

“Neste momento de pandemia, entendemos ser ainda mais importante ter uma atuação proativa e solidária, apoiando causas que emergem em nossa sociedade, como a questão da queda nas doações de sangue e a necessária reposição dos estoques dos hemocentros”, afirma Sarah Chaia, diretora jurídica, de responsabilidade social e sustentabilidade, políticas públicas e compliance officer da Roche Farma.

“Acreditamos que a doação de sangue, principalmente neste momento, é de fundamental importância, pois traz impactos extremamente positivos para toda a sociedade. Por este motivo, decidimos apoiar esta iniciativa”, avalia Marcelo Maia, presidente executivo do Dia Brasil.

 

Serviço

O agendamento para doação de sangue na carreta itinerante deve ser feito pelo WhatsApp: (11) 95897–1046, das 8h às 20h, também aos finais de semana. O horário de coleta é entre 8h e 16h, sendo que o último cadastro será realizado às 14h.

Confira os locais e datas da carreta de doação de sangue aberta ao público:

 

- 13 a 17 de julho - Prefeitura de Arujá (R. Rodrigues Alves, 51 - Jardim Albino Neves, Arujá);

- 20 e 21 de julho - Supermercado DIA São Paulo (Av. São Miguel, 6663);

- 23 e 24 de julho - Supermercado DIA São Paulo (Av. Teotônio Vilela, 4420, Jd Sta Edwiges);

- 27 e 28 de julho - Supermercado DIA Francisco Morato (Rua Vinte e Um de Março, 350, bairro Belém Estação);

- 30 e 31 de julho - Supermercado DIA Santo André (Avenida Itamarati, 2325).

 

Para saber mais sobre a ação, acesse o portal da ação.