Branca, roxa ou alaranjada: qual o melhor tipo de batata-doce?

Anita Efraim - Especial para O Estado de S. Paulo

Os tubérculos de polpa colorida são mais ricos em antioxidante

A batata-doce branca tem as propriedades similares a mandioca

A batata-doce branca tem as propriedades similares a mandioca Foto: Fernando Martinez/ Estadão

A batata-doce é conhecida por ser um alimento saudável e altamente indicado para quem faz atividades físicas, especialmente por ser um carboidrato de baixo índice glicêmico e com bastante fibras.

Apesar de o brasileiro estar acostumado com apenas um tipo de batata-doce, aquela com casca roxa e polpa branca, há variações do tubérculo e, com suas peculiaridades, algumas são melhores que as outras para os atletas.

Um estudo da Universidade do Oeste Paulista, de Presidente Prudente, transformou os três tipos de batatas-doces em farinha para avaliar qual deles é o mais rico em nutrientes. De acordo com a nutricionista Sabrina Lenquiste, professora doutora da universidade, a conclusão foi que os tubérculos com a polpa colorida são melhores.

"O pessoal usa batata-doce por conta do seu alto teor de fibras. A batata-doce branca não tem o teor de fibras muito maior que outros tubérculos, como a mandioca", explica a nutricionista. "O que diferencia as batatas-doces coloridas é que elas são fontes de antioxidantes. Isso faz com que elas sejam muito melhores para a atividade física."

Entre as duas, a alaranjada se sobressai e é a mais indicada. Sabrina explica que de acordo com os testes feitos no laboratório, o potencial antioxidante dela é maior que o da roxa. "Os antioxidantes da alaranjada são mais resistentes ao cozimento", adiciona.

Mesmo sendo a mais pobre em nutrientes, a batata-doce branca não deixa de ser indicada para quem pratica atividades físicas. "Ela tem uma quantidade de fibras, tem um índice glicêmico mais baixo, então, ela não deixa de ser indicada. Mas se houver a possibilidade, as outras apresentam muito mais vantagens", explica Sabrina.