A maioria das queimaduras pode ser evitada. Você sabia?

- O Estado de S.Paulo

Especialista dá dicas sobre como prevenir acidentes domésticos, sobretudo em período de férias escolares

Cuidados com as crianças para evitar queimaduras em casa

Cuidados com as crianças para evitar queimaduras em casa Foto:

Este ano, devido à Copa do Mundo aqui no Brasil, muitas escolas anteciparam as férias. Com as crianças mais tempo em casa, a alegria e a diversão aumentam, mas também aumenta a preocupação com os acidentes domésticos. Entre os mais frequentes estão as queimaduras.

Segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras, cerca de um milhão de pessoas por ano sofrem com esse problema, sendo que 80% dos casos poderiam ser evitados com medidas muito simples. Para Luiz Philipe Molina, cirurgião plástico especializado em queimaduras do Hospital 9 de Julho, é importante que os pais fiquem atentos para os riscos dentro de casa. “Na cozinha é importante, deixar os cabos das panelas voltados para trás, assim como manter atenção redobrada ao usar o forno”.

Outra recomendação do especialista é deixar caixas de fósforos ou isqueiros completamente fora do alcance dos pequenos, assim como álcool. “O álcool líquido é um dos grandes vilões dos acidentes, inclusive na hora do churrasco, porque ao acender o fogo, a chama pode 'seguir' o caminho inverso e atingir o corpo de quem utilizou o produto, por isso a recomendação é usar sempre o álcool gel”, alerta o médico.

Caso o acidente e a queimadura ocorram é importante encaminhar a vítima imediatamente para um atendimento de emergência. Nunca cubra o ferimento ou coloque outros produtos como borra de café, pasta de dentes e outras crendices que só pioram o problema. “O socorro rápido e especializado é fundamental para minimizar futuras sequelas e evitar o risco de infecções, já que o corpo fica muito fragilizado pelos ferimentos”, alerta Molina.