7 dicas para ter o quadril dos sonhos

Marcela Puccia Braz - O Estado de S.Paulo

Preparador físico aborda pontos essenciais da busca pelo bumbum torneado

A imagem de Paolla Oliveira seminua, de costas, vestindo apenas salto alto e um fio dental foi dos assuntos mais comentados nas redes sociais nesta quarta, 28. Aclamado, o bumbum da atriz da minissérie Felizes para sempre? foi trending topic do Twitter e instigou internautas a investir na academia para ter os mesmos resultados curvilíneos.

O conjunto de exercícios e regras alimentares que ajuda a moldar o bumbum de Paolla Oliveira não serve para todos

O conjunto de exercícios e regras alimentares que ajuda a moldar o bumbum de Paolla Oliveira não serve para todos Foto:

“As mulheres estão exagerando nos exercícios de agachamento para deixar as pernas e o quadril bem maiores, é uma febre”, observa Aulus Sellmer, personal trainer e dono da assessoria esportiva 4any1. O problema de mirar nos corpos de atrizes, blogueiras e esportistas, diz ele, são diferenças de perfil genético, de distribuição de fibras musculares pelo corpo e de estilo de vida. Para exibir físicos de capa de revista, elas “treinam muito mais do que uma pessoa normal”, acredita.

Sellmer salienta a importância de se tomar cuidado com a exigência excessiva com base em padrões de beleza criados socialmente. Cada biotipo responde às atividades físicas de forma particular, então o conjunto de exercícios e regras alimentares que ajuda a moldar o bumbum de Paolla Oliveira, por exemplo, não serve para todos. “Quando as pessoas não atingem esses padrões, desanimam, descontam na comida e nos relacionamentos, caem no efeito sanfona. E, quando estão conseguindo, o padrão muda. Essas tendências são cíclicas”, explica.

Dito isso, o preparador físico aborda os principais pontos para conquistar um bumbum torneado:

1. Fortalecer outros grupos musculares

Focar apenas no quadril muda a postura e compromete a coluna vertebral. Buscar um bumbum bonito pede trabalhar dois outros grupos musculares principais: dorsal e abdominal. Ou seja, fazer exercícios de costas e do “core”, eixos de sustentação responsáveis pela estabilidade ao andar e correr.

2. Perder gordura

Além da musculação, atividades aeróbias como correr, nadar e pedalar diminuem a massa gorda e permitem com que o músculo seja visível.

3. Cuidar da alimentação

Isso significa ter uma alimentação balanceada, ingerir proteína, carboidratos e gordura, repor esses três substratos importantes para a manutenção do corpo. “Dietas milagrosas que restringem algum deles vai prejudicar o teu emagrecimento. Sou contra elas”, defende Sellmer.

4. Trabalhar a flexibilidade

Tornear o bumbum exige atividades intensas, que dão mais resultados. Um corpo flexível distribui de forma homogênea os impactos dos exercícios, diminui a chance de ter lesões e, por isso, ajuda a dar continuidade ao programa de atividade física.

5. Entender o próprio perfil genético

“Você tem facilidade para ganhar músculos? Seu metabolismo é lento ou acelerado?”, questiona o personal. O treino é direcionado com base nessas respostas e pode incluir estratégias para atingir objetivos com maior facilidade.

6. Ter determinação

Com fortalecimento muscular pelo menos três vezes por semana, atividades aeróbias de três a quatro, os treinos têm de ser de quatro ou cinco dias semanais. “Essas pessoas que têm o corpo bem definido treinam todos os dias, às vezes em dois períodos. Elas não buscam bem-estar e saúde, buscam resultados”, lembra.

7. Criar um hábito

A partir do momento em que o hábito de se exercitar é adquirido, as atividades se tornam menos pesarosas e mais prazerosas. “Quando você vira essa curva, teu organismo é quem pede o exercício, não a sociedade”, aconselha.