Hoje é o Dia Mundial do AVC. O Acidente Vascular Cerebral (AVC), ou como é chamado popularmente o derrame, é uma doença grave e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no mundo cerca de 16 milhões sofrem um AVC a cada ano e, deste total, 6 milhões acabam morrendo.

Os principais fatores de risco da doença são hipertensão, a pressão alta, o diabetes descompensado, alteração nos níveis de colesterol e triglicérides, arritmias cardíacas, obesidade, sedentarismo, dieta rica em sal e pobre em fibras etc. Mas um dos  principais fatores de risco é o aumento da idade. Estudos apontam que o risco de alguém sofrer um derrame quase dobra após os 55 anos.

Medidas como manter a alimentação saudável e praticar exercícios podem evitar o AVC

O meu colega neurologista do Hospital 9 de Julho, Dr. Antonio Cezar Galvão, sempre diz que o quadro o pode ser revertido com adoção de hábitos saudáveis e medidas preventivas, já que estresse, obesidade, abuso de álcool e cigarro estão entre os fatores evitáveis da doença.

Veja outras medidas de estilo de vida que podem ser modificadas:

  • Cuidar da pressão arterial;
  • Não fumar;
  • Controlar o diabetes;
  • Manter uma alimentação saudável rica em fibras, verduras e legumes e pobre em sal e gorduras saturadas e industrializadas;
  • Visitar seu médico regularmente;
  • Praticar exercícios físicos periódicos.

Se você tiver algum sintoma como perda de força nos membros de um dos lados do corpo; alteração da sensibilidade ou sensação de formigamento nos membros; perda súbita de visão em um ou nos dois olhos; dores de cabeças intensas e súbitas; dificuldade para falar ou compreender o que estão falando e tontura, corra imediatamente para um Pronto-Socorro. O tempo pode ser decisivo no tratamento e nas sequelas. Mas  não espere ocorrer algo para se cuidar. A prevenção sempre é o melhor remédio, então neste Dia Mundial do AVC, que tal Viver mais e melhor?