Nada está mais na moda do que a selfie. Para quem ainda não está familiarizado com o vocabulário internético (se é que esta palavra existe) ou das mídias sociais esta palavra pequenininha em inglês significa, na tradução simples, tirar foto de si mesmo e, por que não dos amigos ?selfie-1323391_1920

A regra da selfie é tirar a foto e aparecer nela, mesmo que a paisagem atrás de você seja o Monte Fuji, a torre Eiffel ou o Big Ben. O que vale é se ver na foto e, claro, todos os seus 500 amigos do Facebook.

Há algo interessante na selfie. Ela retrata pessoas sempre felizes e positivas. Mas e que tal trazermos a selfie para dentro de nós. Soa estranho, não é verdade? Mas quando tiramos uma foto de nós mesmos significa que estamos olhando para dentro de nós. Dos nossos desejos, sonhos e vontades.

Muitos pacientes me perguntam se ainda é permitido a eles, sonhar. Mil vezes sim. “Os sonhos não envelhecem…”, lembram da canção? E é verdade. Vamos olhar mais para nós mesmos, não no sentido egoísta de deixar o outro de lado, mas no sentido de nos permitirmos certos desejos e vontades.

Li uma reportagem esta semana interessantíssima que mostrava um casal octagenário (ele com quase 90 anos) que tombou o carro na calçada e tirou uma selfie. E isso me fez pensar o quanto não damos risadas de nós mesmos, somos muitas vezes severos conosco e não nos permitimos errar.

Aproveite a moda e faça selfies internos. Ria de si mesmo e compartilhe a vida. Garanto que esta palavrinha em inglês vai significar alegria de viver e viver mais e melhor.