Se tivéssemos todos em um auditório neste momento e eu perguntasse aos presentes: Quem aqui acredita que a tecnologia é algo para os jovens? Certamente a resposta seria unânime e todos levantariam a mão. Mas eu diria que estão errados e que, muitas vezes, subestimamos a capacidade do idoso de aprender e se adaptar às novas realidades.

Uma pesquisa realizada pela Telehelp mostrou que a internet é parte da rotina das pessoas da terceira idade. 66% dos idosos com 60 anos ou mais usam com frequência, sendo que destes 45% realizam compras online.

As redes sociais mais acessadas por este público são o Facebook, com 95%, o LinkedIn com 23% e o Instagram com 19%. O dado mais interessante é que apenas 2% das pessoas com 60 anos não sabem usar a internet.

66% dos idosos com 60 anos ou mais usam com frequência a internet

Outro dia fui a um evento em que as pessoas precisavam se cadastrar em um totem para serem atendidos. Qual não foi minha surpresa quando me deparei com várias senhoras da terceira idade fazendo o processo rapidamente, sem a ajuda de ninguém, e até de forma mais eficiente e rápida que os mais jovens?

Por isso, minha mensagem de hoje é nunca subestime a capacidade das pessoas mais velhas. Ao contrário, ajude-as. E, se você já passou dos 60 anos acredite na sua capacidade de aprender coisas novas. A tecnologia ajuda a aproximar as pessoas e faz com que estejamos conectados, mesmo estando em lugares diferentes. O cantor Cazuza disse “Não me subestime. Às vezes me faço de cego para enxergar mais longe”. Vamos enxergar mais longe? Viva mais e melhor