Outubro é o mês de tocar no assunto do câncer de mama. Muitas mulheres, por serem mais velhas, têm a falsa ideia de que não precisam se preocupar com este tema. Mas é importante dizer que, à medida que envelhecemos, a chance de ter um câncer aumenta.

Controlar o peso, manter níveis de insulina controlados e praticar atividades físicas podem reduzir em até 30% o risco de câncer

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama atinge 1 em cada 53 mulheres até 49 anos. Já aquelas entre 60 e 69 anos a incidência é de 1 para cada 29 mulheres e, 1 em cada 15, para as mulheres acima dos 70 anos.

O INCA estima 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019.

A boa notícia é que controlar o peso, manter os níveis de insulina controlados e praticar  atividades físicas regulares podem reduzir em até 30% o risco de desenvolver o câncer de mama. Uma dieta pobre em gordura e alimentos processados também ajuda, reduzindo em até 25% o risco de recidiva, ou seja, do câncer voltar.

O que você pode fazer?

Algumas medidas de estilo de vida podem ajudar a minimizar o risco ou ajudar na recidiva da doença, como:

  • Mudar o estilo de vida, como praticar mais exercícios físicos, evitar o sedentarismo, manter alimentação equilibrada e dormir bem;
  • Fazer exames periódicos ajuda a detectar a doença precocemente e, quando a doença é diagnosticada mais cedo as chances de cura são de até 95%.
  • Fale com seu médico sobre exames como mamografia, ultrassom das mamas ou outros complementares como a ressonância magnética.

O importante no Outubro Rosa é o alerta às mulheres sobre a doença, mas o cuidado deve ser o ano todo. Viva mais e melhor.