Essa frase é conhecida de muitos e ela faz todo sentido quando se fala em medicina preventiva. Toda pessoa que tem algum problema de saúde precisa manter uma rotina de monitoramento. Isso vale para hipertensos, cardíacos, diabéticos, insuficientes renais crônicos, pacientes oncológicos entre vários outros.

E como é feito esse monitoramento? Com consultas e exames regulares. Não há outra forma de controle dessas doenças e, principalmente, de evitar situações de emergência.

Em tempos de pandemia, muitos pacientes crônicos ou com doenças importantes, por medo, abandonaram as consultas e os exames o que os expõe a um risco muito grande. Por medo do ambiente hospitalar, acabam criando situações que podem leva-los a um pronto-socorro com um quadro grave que poderia ser evitado.

O hospital onde atuo, por exemplo, conta com um ambulatório em outro prédio, onde são realizadas as consultas e exames. Nos prédios do hospital as alas de pacientes com suspeita ou confirmados com covid estão em ambientes totalmente distintos, com fluxos muito bem definidos, justamente porque há um contingente de pessoas que continuam adoecendo por outros motivos e precisam ser atendidos com total segurança.

Todos nós entendemos o receio das pessoas sobre o contágio pelo novo coronavírus, mas não podemos negligenciar a saúde. Estamos em um momento de reaprendizado e de entender como lidar com essa nova realidade e esses novos hábitos deverão permear nosso dia a dia por algum tempo.

É muito importante sempre que precisar sair, que adote o uso correto de máscaras, a higienização das mãos e o distanciamento social.

Utilizar corretamente a máscara significa colocá-la ainda em casa, cobrindo nariz e boca, sem deixar nenhuma fresta nas laterais ou na região do nariz, mantendo-a ajustada ao rosto. De forma alguma tirá-la ou deixa-la no pescoço. Ao sair, leve sempre uma máscara a mais, caso a que está usando fique úmida ou suje. A cada 6 horas deverá trocá-la. E lembre antes de colocar, higienize as mãos, antes de retirar também. Não coloque as mãos no rosto e, se for inevitável, higienize as mãos antes.

Higienizar as mãos com álcool gel também deve ser feito com cuidado e fazendo todos os movimentos como se estivesse lavando as mãos com água e sabão o objetivo é higienizar tudo.

Com cuidados é possível manter sua rotina. Lembre-se que medicina preventiva é o primeiro passo para viver mais e melhor.