Hoje convidei minha colega Vanessa Prado, gastroenterologista e cirurgião do aparelho digestivo do Hospital 9 de Julho, para dar orientações importantes sobre alimentação e qualidade de vida.

A pandemia chegou de repente e modificou vários dos nossos hábitos, inclusive os de alimentação. Você percebeu o impacto que a quarentena trouxe pra sua saúde nesse sentido? As queixas têm sido frequentes, por isso vou abordar algumas questões que podem ajudar você a melhorar e repensar seus hábitos no dia a dia.

Na hora das refeições coisas que parecem detalhes são importantes. Por exemplo: ao se alimentar observe sua postura. É importante estar ereto para que a posição ajude o alimento a descer, assim como mastigar bem os alimentos. Se você adotar esses dois hábitos já irá perceber uma melhora sensível no seu bem-estar após as refeições, isso evita a sensação de estufamento, gases, engasgos e até a comer demais.

Outro hábito ruim, e que deve ser evitado, é dormir logo após as refeições. O correto é fazer a refeição duas horas antes de dormir e optar sempre por alimentos mais leves à noite. Com essa atitude conseguimos evitar a fermentação dos alimentos e o tão temido e desagradável refluxo.

E sim, se você gosta de um chá de camomila, pode abusar. A dica é tomar uma xícara meia hora após as refeições, isso realmente ajuda na digestão.

Ansiedade, correria e tensão não combinam com as refeições, por isso, lembre-se: postura, mastigação, hábitos alimentares saudáveis, horário para comer e tranquilidade são a chave para uma boa digestão e um bom funcionamento intestinal. Fique atento e valorize esses momentos para ter mais qualidade de vida e viver mais e melhor.