Hoje meu convidado é o Dr. Ricardo Nahas, coordenador do Centro de Medicina do Exercício e do Esporte do Hospital 9 de Julho

 Como você foi de festas ? Ainda em férias? Espero que tenha curtido bastante e renovado as energias para 2019. E que esse seja um ano feliz. Hoje vamos falar se o paraíso da terceira idade existe.

Casal fazendo sua caminhada na praia com auxílio de bengalas

Fui passear um pouco nessas férias. E lá eu conheci um local que se importa muito com a terceira idade: Naples, na Flórida.

Ao longo de 2018 conversamos muito sobre o que você pode fazer por sua longevidade com muita saúde e disposição. Permita-me relembrar alguns passos indispensáveis.

A primeira atitude passa pela visita ao seu médico, ao médico do esporte (sempre que possível) para saber como a máquina que o acompanha há tanto tempo está e conhecer seus limites para uma atividade física, a mais segura e com maior retorno possível.

A segunda é sair do sofá. É entender que quanto mais inativo você for mais doente o será. Conhecedor dos seus limites, não precisa colocar a Olimpíada de Tóquio como objetivo, mas lembrar que qualquer lugar e qualquer hora a atividade física pode fazer a sua vida mais feliz.

E a terceira, a que mais prazer irá te dar: desfrutar de tudo o que essas duas atitudes anteriores irão trazer. Quais? Um sono tranqüilo e reparador, força para os afazeres diversos do dia a dia, equilíbrio e coordenação, ânimo para passear e se divertir, diminuir eventualmente a quantidade de remédios, pressão controlada, açúcar no sangue mais baixo e melhor controlado. Pouco? Resgate nossa coluna ao longo do ano passado e terá mais descobertas interessantes e animadoras.

Agora, junte toda essa informação e viva em um local planejado para recebê-lo. Asilo? Não. Uma costa inteira, a do Golfo do México, que tem em Naples sua maior cidade. Areia branca e fina nas praias de um mar calmo que forma verdadeiras piscinas ao se encontrar com a praia.

Você pode imaginar um local em que o carro é autorizado a invadir a faixa de pedestre mesmo no sinal vermelho e desde que esteja livre? E ninguém é atropelado?

Pois é. Isso existe e é um dos principais destinos dos aposentados e na terceira idade nos Estados Unidos. Claro, o clima é bastante favorável o ano todo. E, de quebra, existe atividade que atrai os jovens visitantes também.

Tudo na região é facilitado para a turma que chegou lá. E de quebra eles possuem um sistema de saúde voltado para o atendimento hospitalar e domiciliar para tranquilidade exigida.

É o Estado fazendo sua parte. E entre nós? Bom, pelo Estado eu não posso falar, mas pelos Centros disponíveis em nosso Hospital 9 de Julho o atendimento é garantido para que você aproveite melhor a vida: o tudo de bom que ela nos traz.

Agora, falta tornar o ambiente em que vivemos mais amigável, menos punitivo, mais interativo e respeitoso. O resto, nós cuidamos. Viva mais e melhor