No post passado falei sobre a sexualidade entre os idosos e o quanto a expectativa em relação ao sexo e à aparência são menores nesta faixa de idade. No entanto, há algumas expectativas que podem mudar e até atrapalhar a qualidade de vida.
Uma delas é em relação ao futuro. Costumo dizer aos meus pacientes que o passado é algo que, mesmo se quisermos, não temos como modifica-lo. Podemos, sim, ao passar ou presenciar uma mesma situação fazer diferente desta vez. Mas é só isso.

Já quanto ao futuro o pensamento é o mesmo: podemos planejá-lo, mas não modifica-lo pois ele ainda não ocorreu. E tentar viver o futuro hoje é um grande desperdício.

Claro que com a idade temos menos expectativa com assuntos mais supérfluos como a estética ou sobre o que os outros irão pensar de nós, por exemplo. Mas há ansiedades com relação às doenças, idade, futuro dos filhos e netos, saúde financeira e até com a morte que podem ser consideradas pertinentes, não nego. Mas tente viver um dia de cada vez. Essa é uma dica boa para quem quer ter uma boa qualidade de vida.

Na alimentação, vale o que você comeu hoje, incluir frutas, verduras e legumes hoje. Se deu uma escorregada hoje, compense amanhã. Mas sem sofrimento. Amanhã você vê. Os exercícios também. Se preocupe com o treino hoje e não force para chegar a um resultado o mais rápido possível. Curta e vibre com os exercícios no dia de hoje.

Outra expectativa é quanto ao envelhecimento e à longevidade. Não é raro muitos me perguntarem: como faço para chegar aos 80 anos muito bem de saúde? Bom, não sei o futuro, mas sei o que você pode fazer hoje. Seguir aquelas dicas de dormir bem, alimentar-se de forma adequada, praticar exercícios, manter amigos e ter vida social fazem parte do pacote.

No entanto, você só consegue fazer isso no presente, nem no passado e nem no futuro. Gosto de uma frase muito bacana que diz que o presente tem este nome porque é realmente um presente e, como tal, devemos aproveitá-lo da melhor forma possível. Como diz sabiamente o Dr. Drauzio Varella “envelhecimento não é doença. É possível chegar à terceira idade com saúde”. Lembre-se de que ter muita expectativa em relação a todos os assuntos é criar um inimigo da felicidade que acontece hoje e agora. Viva mais e melhor.