No último domingo me lembrei da primeira peça de teatro marcante na minha vida, foi Cyrano de Bergerac com o Antônio Fagundes. Lembro que ele entrou em cena pela platéia. Achei incrível, porque esperava que ele aparecesse no palco.

Lembrei também, já adolescente, da peça Teledeum do Grupo Ornitorrinco. Ri tanto que tive dor no maxilar durante horas.

Outro que me fez rir muito, foi Jô Soares, com um show espetacular no Teatro Cultura Artística. Como era possível um cara ser tão inteligente e engraçado ao mesmo tempo?

Na adolescência fui fazer um acampamento internacional pelo Lyons no sul do Estados Unidos e fiquei na casa de uma família que estava envolvida na montagem de algumas peças da semana Shakespeariana. Em 10 dias, assisti a 6 peças de teatro, uma melhor do que a outra.

Já na época da faculdade recordo da minha primeira Ópera, La traviata de Verdi. Perguntei ao professor que nos levou, se era importante saber o que eles estavam falando e ele me respondeu: na Ópera todo mundo conhece a história. o que vale a pena é curtir a interpretação dos cantores!!!

 

Como pai recordo da alegria dos meus filhos assistindo à peça Saltimbancos. E quem disse que teatro infantil é só para crianças? Lembro de uma das melhores adaptações de Macbeth feita pelo Cia. Vagalum Tum Tum. Cultura infantil divertida e de alta qualidade!

Por que escrevo tudo isto? Para matar minhas saudades das humanidades “ao vivo”.  No domingo à noite me senti triste e de repente comecei a me recordar de cada um desses espetáculos e a sensação que um deles causou em mim. Recordar cada um desses momentos me fez sentir melhor e reviver várias das emoções que senti ao ver os espetáculos.

A cultura tem um papel importantíssimo na nossa vida, nos faz pensar, refletir, rir, chorar, enfim…são recordações repletas de emoção e histórias e quando fazemos isso com família e amigos, as lembranças ficam ainda melhores.

Cultura, sem dúvida, é um dos itens importantes para se viver mais e melhor!