Assisti a um vídeo nesta semana, produzido pelo Governo do Canadá, que me fez pensar sobre o envelhecimento. O vídeo é bem impactante e questiona o espectador a pensar como serão os seus próximos 10 anos.

De um lado da tela está um senhor independente, que faz exercícios, se cuida e tem uma vida social ativa. Do outro, o mesmo personagem é alguém hospitalizado, totalmente dependente de alguém e cuja saúde está totalmente debilitada.

A reflexão que quero fazer com vocês hoje é se você é velho, está velho ou vai ficar velho ? Parecem iguais, mas são diferentes. Ser velho é aceitar as limitações que uma vida sedentária, sem convívio social traz. É se deixar levar pelo que dizem, simplesmente porque tem “certa idade”, sem lembrar que os sentimentos são mais fortes que os pensamentos.

Ficar velho depende de você

Estar velho é mais emocional. É como você encara a melhor idade. De que forma você chegou lá ou quer chegar lá. É fazer como alguns que preferem sentar e esperar a morte chegar.

E ficar velho, depende de você. Ter mais idade é uma coisa, mas ficar velho é outra. Você pode, sim, a cada dia ficar mais ativo, apesar da idade. O Dr. Ricardo Nahas que escreve aqui no blog rotineiramente nos ensina. Leia os textos dele, você vai entender o que quero dizer.

Além da atividade diária você pode – e deve – a cada dia melhorar sua alimentação. Fazer trocas saudáveis, acrescentar novas frutas e legumes ao prato e tomar mais água e sucos que nos fornecem energia e vitalidade.

E, também, pode e deve manter uma vida social mais ativa, com a família, os amigos, vizinhos, enfim pessoas das quais você convive. Isso é possível. O vídeo mostra os últimos 10 anos, mas eu quero falar dos próximos 20, 30 e, quiçá, dos 40 anos. Comece agora. Viva mais e melhor.