Ontem foi comemorado o Dia dos Avós. Sempre que penso nos meus avós sinto o cheirinho gostoso de café fresquinho e do gosto sem igual do bolinho de chuva. Lembro-me das brincadeiras de antigamente. Jogar pião, empinar pipa, esconde-esconde etc, tudo era uma festa. Sem contar nas inúmeras histórias da década de 30 que enche qualquer criança de curiosidade e de orgulho.

Li certa vez que avó e avô são pai e mãe com açúcar. É verdade. Eles têm a doçura de quem a responsabilidade pela educação não lhes pertence mais. Alguém que nos ama, talvez até mais, que nossos pais, mas que possuem todo tempo do mundo para nós .

Atualmente, os avós têm ocupado um espaço muito grande na educação das crianças. Com a correria do dia a dia, alguns pais estão depositando neles a responsabilidade pela formação, cuidados e afeto.

Esse convívio familiar dos avós – principalmente os mais velhos – com os netos é muito importante. Criança enche a casa de alegria, treina a paciência e faz os vovozinhos e vovozinhas  lembrarem que estão vivos e capazes de fazer coisas que nem mesmo eles sabiam que era possível.

Gosto sempre de enfatizar que para ter uma vida plena é preciso uma alimentação saudável, exercício físico e muito, muito convívio social. Com crianças, então, isso é ainda mais enriquecedor. Feliz dia dos Avós. Viva mais e melhor.