“Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não podemos modificar, coragem para modificar aquelas que podemos e sabedoria para distinguir umas das outras”.  Para quem não conhece essa é a oração da Serenidade, utilizada por grupos de autoajuda no chamado Programa de 12 passos. Ela é um referencial para ajudar pessoas que estão em tratamento contra vícios importantes como o do álcool, das drogas, dos jogos ou até do sexo.

Não quero aqui fazer apologia a nenhum destes vícios, mas me apropriar das palavras desta oração para ajudá-lo a viver mais e melhor.

“Aceitar as coisas que não podemos modificar”. É importante ter consciência que o envelhecimento é um processo natural que se traduz em perdas e modificações importantes, como:

  • A capacidade de absorção de água e oxigênio diminuem com a idade;
  • Perda de elasticidade da pele, boca mais seca e manchas;
  • Perda de massa corporal total, da força e velocidade de contração muscular (os movimentos ficam mais lentos).
  • Sono, paladar, audição e visão ficam comprometidos;
  • Intestino, fígado e sistema gástrico ficam mais lentos;
  • Redução na produção hormonal nas mulheres e aumento no tamanho da próstata para homens e
  • A termorregulação fica prejudicada (adaptação ao frio e ao calor)

No entanto, a segunda parte da oração fala sobre a “coragem para modificar aquelas que podemos”, como por exemplo:

Vamos nos concentrar na coragem para modificar as coisas que podemos

  • Modificando nosso estilo de vida, com alimentação mais saudável, exercício físico regular podemos ter um corpo mais saudável;
  • Mantendo nossos contatos sociais com as pessoas, recebendo amigos, saindo de casa para manter nossa vida social ativa, o que contribui para a nossa felicidade e, consequentemente, nossa imunidade;
  • Praticando atividades cognitivas como jogos de memória, ditado, copiando receitas, escrevendo cartas, lendo livros, assistindo a filmes,
  • Cultivando atividades espirituais como ir à missa, rezando, meditando, praticando o bem;
  • Fazendo atividades recreativas como trabalhos manuais, artesanato, pintura, costura, crochê, tricot;
  • Não deixar de fazer as atividades cotidianas, como preparar a própria refeição, lavando a louça, arrumando a cama, cuidando do quintal e do jardim etc.

Diferente da oração, neste caso, é possível distinguir bem as coisas modificáveis das próprias do envelhecimento. Acredito que você deva se concentrar nas atividades passíveis de modificação, que dependem de você, pois elas o ajudarão a viver mais e melhor, com mais sabedoria.