Muitas pessoas me perguntam como ter longevidade e ser feliz. Como médico, não tenho como deixar de responder que para viver mais e com saúde é essencial ter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos regularmente, ter amigos e uma vida social ativa.

Um estudo de um grupo de pesquisadores da badalada universidade norte-americana Harvard revela que a fonte para uma vida longa e feliz é a força nos relacionamentos, seja com um parceiro ou com a família e amigos.

O estudo dirigido pelo psiquiatra Robert Waldinger mostra que a manutenção de relacionamentos influencia diretamente no bem-estar e na saúde das pessoas e, melhor, reduz o risco de doenças crônicas, mentais e a perda da memória.

Para os historiadores, os grandes vilões da vida saudável são o cigarro, por questões óbvias e o álcool, porque o abuso dessa substância interfere nos relacionamentos e é a principal causa de divórcio.

De minha parte eu incluiria o isolamento como um vilão para a longevidade já que, segundo o estudo, o relacionamento duradouro com um parceiro ou com a família e os amigos fazem com que a pessoa tenha com quem contar e a protege de doenças.

Não há como negar que os relacionamentos nos fazem felizes e uma pessoa feliz é também uma pessoa saudável. Se tem um companheiro ou uma companheira, mantenha este relacionamento. Ele pode não ser perfeito, mas qual é não é verdade? Mantenha contato com a família, esta relação é muito importante, principalmente com crianças. Faça amigos e, principalmente, mantenha-os ao longo da vida. Quem tem com quem contar tem um mundo inteiro. Viva mais e melhor.