Corpos mais cobertos do que o que estamos acostumados, isso já apareceu no Fashion Rio e se repete em São Paulo, com a semana de moda ainda a todo o vapor. Tecidos leves se soltam do corpo e deixam tudo mais chique, ou formas ajustadas o delineiam de alto a baixo.

Isso não significa que haja pouca pele à mostra. A transparência ocupa lugar de destaque no imaginário dos estilistas, e se desenvolveu ao longo das últimas estações. Em vez de ter a tradicional renda e o apelo lingerie, ela surge por baixo de recortes inesperados, em sobreposições e até em peças inteiras, como as calças e saias longas de Paula Raia (foto). Substitua o preto pelo branco (ou outras cores bem claras), e voilà!

Em marcas como a Iódice e Priscila Darolt, vestidos vieram com jogo de mostra-e-esconde, às vezes nas mangas, na saia, ou na lateral do corpo. Esse recurso foi usado – com formas geométricas e aplicações em materiais como o couro – também em Reinaldo Lourenço, Glória Coelho e Samuel Cirnansck.

Na Animale, o efeito veio com a sopreposição de tecidos transparentes, no caso, gaze de seda. A organza, com aquele brilho característico, é outro material usado para conseguir esse resultado. Para um verão mais transparente.

Foto: site FFW