País tradicionalíssimo em estilo, aliado à qualidade – basta lembrar do Sr. Armani, Prada, da família Missoni… – a Itália agora abre seu espaço para a moda de países emergentes, que têm de destacado na última década.

A Pitti Imagine, produtora italiana de eventos de moda, organiza o primeiro Pitti Guest Nation, em Florença, de 13 a 16 de julho. A intenção é que, a cada edição, um país seja convidado: o Brasil é o primeiro a levar marcas e estilistas para mostrar suas coleções.

Se o highlight é Isabela Capeto (cada vez mais conceituada no exterior, tendo até loja em Tóquio), tanto marcas conhecidas como Victor Dzenk, O Estudio e New Order, quanto novatos cheios de potencial como Muggia, Vanessa Montoro, a calçadista Louloux e a moda-praia Clube Bossa viajam à Itália para o evento.

Paralelo ao Pitti Guest Nation à brasileira, vai acontecer também em Florença o projeto Tudo é, exibição de artes, música, cinema, enfim, uma amostra do que é produzido de interessante no País atualmente, no âmbito da cultura.

O evento tem o apoio do Instituto Italiano para o Comércio Exterior e da Embaixada do Brasil na Itália, e a colaboração do Departamento para a Cultura, Turismo e Comércio da Região Toscana.

Ótima oportunidade para mostrar ao mundo o que a moda nacional tem de melhor.