A coordenadora do curso de gastronomia do IBMR, Ana Maria Gonçalves, separou dicas especiais para o blog. Ela ensina como transformar alimentos considerados “gordos” em versões mais leves, sem prejuízo de valor. “Trocar ingredientes por opções menos calóricas pode ser interessante. O sabor é preservado e os alimentos ficam até mais nutritivos”, diz.

Abaixo, eis as dicas:

 

1.     Bife à parmegiana:

Ingredientes clássicos: alcatra; farinha de trigo; ovos; pitada de sal; farinha de rosca; extrato de tomate; óleo para fritura e muçarela.

Dicas:

Trocar a alcatra por file mignon, carne mais macia e sem gordura aparente; farinha de rosca e trigo por farinha de Panko (feita de pão de forma branco sem açúcar torrado e moído no liquidificador) mais leve e textura linda para empanar; extrato de tomate por tomate Pelati triturado. Essa é uma ótima dica: muito menos condimentos e calórico. O queijo muçarela de vaca pode ser trocado pela de muçarela de búfala ralada em ralo grosso. Monte os bifes com o molho e o queijo e leve ao forno baixo para cozinhar lentamente.

2.     Hambúrguer:

Ingredientes clássicos: os industrializados normalmente contém carne, ovo, condimentos e sal e pão de hambúrguer.

Dicas:

Para preparar o hambúrguer, moa sua própria carne ou frango magra, sem pele e sem gordura aparente. Misture condimentos liquidificados frescos como alho, cebola, manjericão, salsa e cebolinha com sal marinho. Não precisa do ovo, é só fazer bolinhas e dar uma amassada no final. O pão troque por um pão light sem açúcar. Coloque alface e tomate para dar saciedade.

3.     Lasanha de Carne

Ingredientes clássicos: massa fresca ou seca, carne moída, molho vermelho e molho branco.

Dicas:

Troque a massa por berinjelas grandes cruas, coloque molho fresco de tomates batidos maduros, coentro; azeitonas sem caroço cortadas, queijo light e blanquet de peru moído. Opção bem menos calórica e maravilhosa trocas de nutrientes.

 

4.     Arroz à Piamontese

Ingredientes clássicos: arroz branco, óleo, alho, sal, champignon, queijo muçarela e creme de leite.

Dicas:

Não use champignons em conserva e, sim, o fresco encontrado nas feiras e bons supermercados. O queijo pode ser um tipo curado ou light e o creme de leite pode ser usado para substituir o de vaca por um de soja. Fica delicioso!

5.     Risoto base

Ingredientes clássicos: arroz tipo arbóreo, azeite, margarina, caldo de galinha, sal e temperos.

Dicas:

Apesar de o risoto ser um prato típico italiano ou francês, e que deve ser feito sempre com arroz arbóreo, sua troca pode ser feita por cereais mais nutritivos como o arroz integral, selvagem e negro. Eles oferecem mais fibras. Por isso, são três ótimas opções para melhorar o funcionamento do intestino e promover a sensação de saciedade, fazendo com que você coma menos e demore a sentir fome novamente. Outra dica é utilizar caldo de legumes feitos em casa, dispensar os industrializados e os em pó.