Os alimentos podem atuar como amigos e inimigos no processo inflamatório do organismo, também considerado o grande causador da obesidade. Segundo o farmacêutico e homeopata Jamar Tejada, de São Paulo, “alimentos são remédios, mas também causam doenças”.

De acordo com ele, quando uma pessoa se alimenta mal, maior é a quantidade de toxinas presente no corpo, e isso exigirá mais do organismo para a recuperação das células intoxicadas.

“Funciona mais ou menos como quando temos febre: o nosso corpo sobe a temperatura para matar esses agentes agressores. Quanto mais radicais livres no nosso organismo, maior a toxicidade e maior o processo inflamatório. Além disso, o tecido adiposo, em situações de sobrecarga, no caso da obesidade, emite citocinas inflamatórias com origem nos próprios adipócitos“ explica o especialista.

Tejada destaca que consumo de antioxidantes tem papel fundamental nesse processo anti-inflamatório.

“Frutas coloridas como uva roxa, berries, açaí e romã são grandes aliadas”, afirma.  E acrescenta: “Sem esquecer de do chá verde, do açafrão, canela e até cacau.”

Para a lista dos proibidos, o especialista deixa claro que devem ser riscados do cardápio alimentos como: refrigerantes, óleos reutilizados, sal branco refinado e embutidos em geral, pois desencadeiam o  processo inflamatório.

 

Até semana que vem!