Louis Vuitton x Nike Air Force 1

A primeira metade de 2022 começou agitada para os apaixonados por tênis. Foram muitas colaborações valiosas e edições históricas de modelos que foram parar nas prateleiras e casas de leilões com preços de fazer corar até os mais aficionados. Eu separei, então, os sneakers com maior valor de revenda até agora (não de retail) para a gente babar nestas coisas lindas que vão parar nos pés de poucos sortudos.

O mais caro da lista é o Louis Vuitton x Nike Air Force 1 “Friends and Family”, com o tema da marca francesa, que teve 200 unidades leiloadas pela Sotheby’s. Toda a renda destas vendas foi destinada ao programa de apoio a estudantes negros do mundo da moda moda criado por Virgil Abloh. O valor atingido por um par foi de 126.500 dólares, quase R$ 690 mil. Na segunda posição ficou o mesmo tênis, mas na cor verde da edição normal, que foi parar nas lojas por 11.200 dólares (R$ 60 mil).

Adidas x Balenciaga Triple S

O terceiro lugar é do Adidas x Balenciaga Triple S, um tênis que, sinceramente, eu achei que ia flopar, mas que errei feio, errei rude. Basicamente um Triple S com as listras da Adidas do lado, o modelo valorizou pelo poder das marcas envolvidas e hoje tem preço de 2,1 mil dólares ou R$ 11.500.

LV Trainer Black/White

O quarto tênis é mais um da maison Louis Vuitton, o LV Trainer na cor preta e branca, que só é achado por 1.690 dólares (R$ 9,2 mil). Depois de muitas cores extravagantes usadas nos LV, o trabalho feito no no tecido e no couro deste modelo preto e branco chamou a atenção dos compradores, que esgotaram o modelo rapidamente.

Na metade da lista o famoso tênis meia da Balenciaga, o Speed Trainer, desta vez em colab com a Adidas, e novamente o mesmo tênis com o logo do lado, sem nenhum trabalho específico. Pode ser que as duas marcas tenham entendido que os clientes da “Bale” não queriam uma interferência mais radical no produto, mas eu achei pouco, bem pouco. Custa 1.370 dólares (R$ 7.500) e é difícil de achar.

Gucci x Adidas Gazelle Original GG

Outra colab da Adidas, desta vez com a Gucci, essa sim certeza de sucesso logo de cara, surge na sexta posição. O modelo foi todo trabalhado pelas duas marcas, com a logo da Gucci cravada por todo o tênis, e com uma cor elegante, que só elevou o potencial do sneaker. Sai por 1.100 dólares ou R$ 6 mil.

Nike Dunk Low Jackie Robinson

No sexto lugar está o Nike Dunk Low Jackie Robinson, que é simplesmente um dos Dunk mais bonitos que a marca já fez. Fora isso, o modelo homenageia todo o legado histórico e combativo de Robinson, o primeiro negro a jogar em uma franquia da MLB, o Brooklyn Dodgers, em 1947. O tênis traz gravado em seu cabedal sua célebre frase “I’m not concerned with you liking or disliking me…All I ask is that you respect me as a human being” (Não estou preocupado se você gosta ou não de mim. Tudo o que peço é que me respeitem como ser humano). O Dunk está com preço de revenda de 870 dólares – R$ 4,7 mil.

Kobe Mambacita

Kobe Mambacita

O oitavo, o Nike Kobe 6 Mambacita, talvez seja o meu preferido da lista, depois dos LV x Nike, obviamente. O tênis é uma homenagem a Gigi Bryant, filha de Kobe, que morreu junto a ele no trágico acidente de helicóptero em janeiro de 2020. Ele traz o número 2 usado por Gigi nos seus jogos de basquete e o nome dela e de Kobe nos calcanhares. Para levar um deste para casa é preciso pagar 710 dólares – R$ 3.800.

O rapper Bad Bunny e sua colab com a Adidas, que hypou desde o primeiro modelo, surge em nono na lista com a versão Blue Tint do modelo Forum. Por 640 dólares (R$ 3,5 mil), o modelo retoma o desejo por esta linha, que não foi tão valorizada assim nas cw preta e rosa. Já a OG marrom é difícil de achar por um preço justo até hoje.

Sneaker Room x Nike Kyrie 7

Fechando a lista dos 10, a maior surpresa de todas, o Sneaker Room x Nike Kyrie 7. Projetado para significar os quatro elementos, ar, fogo, terra e mar, numa vibe meio Capitão Planeta, o tênis também homenageia as falecidas mães de Kyrie Irving e do dono da Sneaker Room, Suraj Kaufman. Talvez por todo esse valor sentimental e pelos poucos pares (1.996 da mãe de Kyrie e 525 da mãe de Kaufman), o sneaker tenha chegado ao alto valor de 630 dólares (R$ 3,4 mil), o que para um Kyrie 7 é um absurdo.

Vem com box

A Adidas e a Gucci fizeram uma festa do mais alto hype para lançar sua nova coleção recentemente em São Paulo. A estrela da festa, além das roupas, foi o Gazelle Original GG, o sexto modelo da lista acima. No Brasil, ele ficou disponível em poucos pares por R$ 4.450, mas já sumiu. Nem em plataformas de revenda, como a Droper, ele aparece. É triste a vida do Gucciboy brasileiro…

Só no lace

A Vans lançou no Brasil uma tripla colab do modelo HalfCab com a loja de skate No-Comply e o artista Daniel Johnston. O tema escolhido chama a atenção para a importância da saúde mental. Baita tênis e baita inspiração. Ele está disponível nos números 38 ao 43 por R$ 750.

Chuck Taylor All Star Peanuts

A Converse se juntou ao legado do cartunista norte-americano Charles M. Schulz para lançar uma colab da Peanuts, a turma do Charlie Brown, Snoopy e Woodstock. O Chuck 70 surge todo coberto pelo simpático pássaro amarelo, enquanto que o Chuck Taylor All Star tem ilustrações variadas do Woodstock e Snoopy. Estas mesmas estampas estão no modelo infantil Chuck Taylor All Star 2V, que tem velcro no lugar de cadarços. Para pais e filhos fazerem dupla de sneakerhead. O modelo One Star, que é um low, também tem uma versão preta com o Woodstock na lateral que ficou uma graça. Além dos sneakers, há também um linha de roupas composta por camisetas, bermudas, camisa polo e moletom, e uma mochila com a imagem do Snoopy e um bucket hat dupla face. Todos os itens já estão à venda na loja online da Converse.

Quer continuar falando sobre tênis? Te espero no Instagram!