Foto: Facebook do apresentador

Foto: Facebook do apresentador

Confesso que não sabia que existia a moda do “deixar o bebê chorar”. Um dia, em uma reunião de condomínio, contei a uma vizinha o quanto estava cansada, já que meu filho ainda acordava várias vezes durante a madrugada. Nem era uma reclamação e sim, uma justificativa pelas olheiras acumuladas, cada dia mais evidentes. Foi aí que ela me passou uma “receita infalível” que tinha lido em um livro “super famoso”, segundo ela, chamado ‘Nana nenê’. A técnica, quase um adestramento de bebês, diz para os pais deixarem os filhos chorar até que finalmente durmam.

“Você tem que deixar chorar. Meu filho ficou uma hora e vinte minutos se esgoelando. Eu fiquei chorando também, no outro quarto. Meu marido disse para eu ser forte, não desistir. Deu certo. Meu filho dormiu!”, contou.

“Eu não consigo fazer isso”, pensei. “Será que sou mole demais?”

Toda vez que meu filho chama, eu vou. E quando ele era menor e chamava demais, levava para a minha cama. Às vezes, ele mesmo ia para o meu quarto – quando eu me dava conta o guri estava lá, fazendo conchinha na gente. Na minha concepção (e na de muitos estudiosos), os bebês não choram de madrugada porque são manhosos, nos “manipulam”. Eles agem assim por motivos muito mais simples: sentem medo, fome, solidão. E se eles dormem, graças à tal técnica, é porque cansam de esperar pela ajuda e o aconchego do pai e da mãe. Triste, não?

Ontem o apresentador de tv, Marcos Mion, mostrou que os pais de hoje em dia estão cada vez mais conectados com as fragilidades e a necessidade das crianças. Postou uma foto em seu Facebook agarradinho em um dos três filhos e também citou o estranhamento com o método “deixa chorar’ que, pelo jeito, está caindo em desuso (ainda bem!)

“Deixa o bebê chorar no berço que ele acostuma e dorme sozinho”.

Mesmo inexperiente, aos 24 anos, no meu 1.o filho, esse conselho já me dava arrepios!! Como assim?? Fazer meu filho se acostumar com o fato de que eu não vou ao seu resgate se ele chora? Ou pior, fazer uma criança se acostumar com seus medos e enfrentar traumas SOZINHA?! Oi?! Mas isso não vai exatamente contra TUDO que um pai deve fazer? Que é dar asas E ENSINAR A VOAR? Não dar asas e jogar do prédio dizendo: tá sozinho agora campeão, se vira!!
NUNCA deixei nenhum filho meu se esbugalhar de chorar até dormir de cansaço e desesperança! Aliás, nunca deixei filho meu dormir sozinho até querer!! Quando eram pequenos sempre foram pra minha cama quando bem quiseram. E até hoje dormimos juntos! Como nessa foto que mamãe @suzanagullo tirou de um momento lindo e diário aqui em casa!! Sempre uma conchinha misturada a ponto de não saber onde um acaba e o outro começa! É assim com todos nós 5!!

Sei que muitas vezes sou um exemplo diferente do que pregam os livros de pediatria mais tradicionais! Mas não posso deixar de falar no que EU acredito!! Pode não ser bom pra algumas pessoas que estão lendo e tudo ótimo!! Isso é a minha doutrina, dentro do meu espaço!

Sempre digo: que não seja por falta de amor e zelo!! Que seja por excesso! Que meus filhos, desde bebês, sintam que estarei lá quantas noites forem precisas até eles APRENDEREM a voar! Com calma, tranquilidade e a certeza que se esticarem a mão, estarei numa distância segura pra alcançar, da mesma forma que sempre estava ali, sentado ao lado do berço para, ao menor sinal de choro, pousar minha mão sob suas barriguinhas e soprar em seus ouvidos: “papai está aqui. Pode ficar tranquilo”.? Encham seus filhos de amor e segurança!!” 

O depoimento viralizou. E muitos pais e mães começaram a postar fotos mostrando que também dormem agarrados aos filhos.

“Não tem coisa melhor no mundo que poder dormir abraçadinho do seu filho. Aqui meu marido e eu praticamos a cama compartilhada e será assim até ele quiser. Isso nos une mais ainda, pois quando vamos dormir, apesar do bebê estar no meio, dormimos com as mãos dadas como se formasse uma corrente e nós três nos tornamos um só”, escreveu uma mãe.

Outra refutou comentários de que a cama compartilhada acabaria com a intimidade do casal.

“Semana passada ouvi a seguinte frase ( em crítica ao fato da filha menor dormir conosco): ‘o padre fulano falou que a criança que dorme com os pais, tira a intimidade do casal’. Algumas mulheres que conheço, já haviam comentado ter ouvido tamanha sandice, mas hoje eu posso afirmar que aconteceu comigo! Ao padre, deixo o meu lamento, ele que cuide da própria intimidade!

Aqui a cama compartilhada acabou há algumas semanas. O guri, com 6 anos, percebeu que dormia melhor sozinho. Mas, ontem, acordou com o barulho da ventania e veio superar o medo na cama dos pais. Nós o recebemos, literalmente, de braços abertos. Afinal, se não forem os pais a protegerem seus filhos, quem serão?

Leia mais: Recém- nascidos não dormem a noite toda. Aceitem 

Leia também: Por favor, não batam nos seus filhos