Star

 

Se você não suporta mais ser julgada pelos parentes e vizinhos desde que virou mãe (“Não vai dar chupeta?” ou “Vai deixar o bebê tão pequeno com a babá para ir ao cabeleireiro?” ou “Ele vive no seu colo? Essa criança vai ficar mimada!”), relaxe. Poderia ser pior. Já pensou se fosse a opinião pública inteira que te apontasse o dedo? Agora imagine se uma revista de fofocas decidisse julgar (e dar nota) para a sua maternagem?

Foi o que fez a revista americana “Star” com algumas mães que, não por acaso, são celebridades.  Na capa, alguns flagras delas com as crias feitos por paparazzi e uma matéria listando quem são “As melhores e as piores mães” do showbiz, segundo a revista e os seus experts em pitacos na vida alheia.

A socialite Kim Kardashian foi uma das vítimas e sua foto com cara de poucos amigos enquanto a filha chora no colo está na capa. Na matéria você descobre porque ela é considerada tão ruim nessa aventura de criar filhos: “North (filha de Kim) não para quieta sentada por mais de três minutos. E faz pirraça aos montes”, diz a matéria, como se o fato de a menina agir como toda a criança da idade dela fosse culpa da mãe que “estraga” e “mima”. A socialite recebeu nota “D-” no quesito maternidade porque ainda por cima se exercita todos os dias – onde já se viu uma mãe querer ficar em forma? “Kim é tão determinada que vai à ginástica todas as manhãs e ainda tem tempo de lanchar com as amigas. Pobre bebê!”, completa o pasquim.

Já a atriz Naomi Watts aparece em uma foto com os dentes cerrados enquanto o filho chora (será que o menino caiu, machucou-se, está com medo?). Não importa o motivo do choro, mas a culpada é Naomi que “deixa sua carreira interferir nos seus momentos com os filhos, gravando até quatro filmes por ano.” Não há nenhuma menção ao pai dessas crianças. Será que trabalha? Ajuda em casa? Leva às crianças ao set para visitar essa mãe egoísta? Jamais saberemos. Só somos informadas que Naomi é uma mãe bem mediana e, por isso, merece um “C+”. A cantora Christina Aguilera já figurou em outras listas como péssima mãe (sim, acredite, a revista dá notas às mães famosas todos os anos), porque não deixa que os filhos comam porcarias (olhaê Bela Gil).

Agora o que faz uma mulher merecer a nota “A” nessa competição chamada maternidade onde há muitos juízes e, mesmo você dando o seu melhor, nunca parece agradar? Mantenha seus filhos ao seu lado o tempo todo “como Angelina Jolie”: “Apesar de uma agenda apertada, Angelina raramente é vista sem os seis filhos”, afirma a “Star” (alguém consegue imaginar mesmo que Angelina viaje o mundo sempre com as seis crianças e sem nenhuma ajuda?). Jennifer Lopez é outra “super mãe” porque está sempre com seus gêmeos para cima e para baixo. Sandra Bullock também é “A” porque leva o filho para o trabalho “sem precisar de babá!”

Procurei o ranking dos “melhores e piores pais” e não encontrei. E aposto que nunca vou encontrar. Porque qualquer coisa que eles façam em prol das crias é visto como algo sobre-humano, quase um ato heroico. Se levam os filhos para passear vez ou outra ganham a medalha de melhor pai do mundo. E as manchetes são sempre condescendentes: “Neymar é um paizão. Sempre pergunta sobre o David e sempre quer vê-lo”, li em um portal. “Cauã Raymond é um paizão. Sempre que pode o ator está ao lado da filha, Sofia.” “Paizão! Ashton Kutcher leva a filhota para uma caminhada”. (Todos negritos meus). Se  fizerem apenas o mínimo, viram heróis. Já as mulheres que acordam de madrugada, amamentam, trocam fralda, fazem almoço, levam para a escola, buscam na escola e ainda conciliam tudo isso com o trabalho, não fazem mais do que a obrigação, claro.

E já que nada que façamos é visto como suficientemente bom, um conselho. Vá à ginástica. Encontre suas amigas. Matricule-se naquele curso que tanto quer. Não pense duas vezes em chamar os “paizões” para ficar com as crias. E não dê ouvidos às fofocas – nem das revistas, muito menos da família.

________________________________________________________________________________

Leia também: Toda mãe deveria fazer uma ressonância magnética por semana

Leia mais: Por que eu não vou te visitar na maternidade