Juliano-Pradoesquerda-e-Marcos-Luporinidireita-Crédito-Ricardo-Dettmer-7-900_600

Quem tem filho pequeno e não passou os últimos dez anos no Tibete, em algum momento da vida cruzou com essa Galinha por aí. Eu não lembro como foi o primeiro contato do meu filho Samuca, 6, com ela. Mas recordo muito bem que quando ele era pequeninho era graças à Galinha Pintadinha que eu conseguia tomar banhos de mais de dois minutos, passar um creme no cabelo e até ter alguns minutos de descanso enquanto ele cantava e dançava com ela aquele “pó pó pó pó pó pó”. Foi também com a Galinha que, pasmem, está prestes a completar 10 anos, que meu filho aprendeu as primeiras musiquinhas do cancioneiro brasileiro. Para comemorar a primeira década da Galinha Pintadinha e o sucesso intermitente da personagem, que já conquistou também os irmãos caçulas dos primeiros fãs, conversamos com os “pais” dela: o designer gráfico Juliano Prado, 44, e  o músico Marcos Luporini, 45. Eles contam que o sucesso do projeto foi meio sem querer, além de revelar o desejo de que a Galinha Pintadinha, no futuro, tenha para essa geração de crianças o mesmo valor afetivo que a Turma da Mônica teve para a geração dele.

Blog: Como nasceu o Projeto da Galinha Pintadinha? Por que uma galinha para “falar” com as crianças?

Juliano e Marcos: O projeto começou com a música. Em 2002 o Marcos trabalhava em um estúdio de música onde ele e a Vera Fuzaro (cantora da versão em português das músicas) às vezes tinham um tempo livre. Eles aproveitaram, então, e gravaram algumas músicas infantis despretensiosamente, com um repertório bem simples. Já o Juliano trabalhava com animação pra web e aí resolvemos casar essas duas experiências. O projeto foi caminhando lentamente e em 2006 tínhamos um único clipe pronto, o da Galinha Pintadinha, que resolvemos apresentar para alguns canais de TV. Como somos de Campinas e para uma reunião tínhamos de ir a São Paulo, decidimos subir o vídeo no YouTube pra não ter que mandar um motoboy. Eles não se interessaram e o clipe ficou esquecido na plataforma. Por isso costumamos dizer que as pessoas descobriram o YouTube com a Galinha dentro. Na época, a gente ainda discutia se o projeto seria VHS, DVD ou CD-ROM. Além disso, ela não ia ser a estrela principal, mas foi ela quem roubou a cena e ganhou sucesso.

A-Galinha-Pintadinha-em-Ovo-de-Novo-1

 

Blog: Como acham que o vídeo “viralizou” sem nenhuma mídia, divulgação ou algoritmo ajudando? Vocês conseguiram descobrir como as pessoas encontraram a Galinha Pintadinha no YouTube?

Juliano e Marcos:  Foi um pouco antes da grande explosão do vídeo digital e nós estávamos no lugar certo e na hora certa. Nosso conteúdo era profissional, diferente da maioria do conteúdo disponível gratuitamente naquela época. Além disso, fizemos versões em desenho animado de músicas tradicionais muito conhecidas, um formato ainda não explorado para esse repertório popular infantil. Com todos esses elementos em campo, a descoberta e o crescimento da audiência foi natural – ou orgânico, como dizem no meio. O primeiro vídeo da Galinha Pintadinha atingiu 500 mil views nos primeiros meses e foi isso que nos deu um sinal claro de que as pessoas estavam gostando e que tínhamos que avançar com o projeto. Hoje em dia, esses mesmos 500 mil views que levaram seis meses são gerados em apenas duas horas!

Blog: Qual foi o momento em que a Galinha virou negócio? E quando isso aconteceu, vocês deixaram a ocupação principal de vocês?

Juliano e Marcos: Logo que decidimos finalizar a produção dos clipes, fundamos a Bromelia Produções para cuidar do negócio, que no começo era pequeno, apenas uma pequena loja virtual. Chegamos a vender dezenas de milhares de cópias do DVD e da nossa primeira pelúcia de forma independente. Também começamos a ter receitas de aplicativos de celular, que começavam a aparecer no mercado. Logo depois o DVD passou a ter uma distribuidora física. Porém, o ponto de virada foi logo depois do lançamento do 2.o DVD pela Som Livre, quando percebemos que não tínhamos nas mãos apenas um DVD, um produto audiovisual. Tínhamos também uma marca e uma personagem infantil muito querida pelas crianças, pais e professores. A partir daí os negócios se expandiram através do licenciamento da marca para uma grande linha de produtos.

A-Galinha-Pintadinha-em-Ovo-de-Novo11-crédito-Camilla-Maia2

 

Blog: Quantas pessoas trabalham no negócio Galinha Pintadinha?

Juliano e Marcos: Hoje 17 pessoas trabalham em nosso escritório. Como temos muitos parceiros e empresas licenciadas, milhares de pessoas estão envolvidas indiretamente com a Galinha Pintadinha. Apenas em nosso musical, por exemplo, há atores, coreógrafos, figurinistas, diretores, técnicos, o pessoal da pipoca e da limpeza, são dezenas de empregos. Aliás, esse é um dos segredos do sucesso da Galinha: há uma grande cadeia de pessoas se beneficiando dos negócios que a marca gera.

Blog: Além dos vídeos no YouTube, quantos e quais produtos foram gerados a partir do canal?

Juliano e Marcos: Em 2007 iniciamos a produção do primeiro DVD, “Galinha Pintadinha e Sua Turma” e em 2008 começamos a comercializá-lo de forma independente. No ano seguinte, a Europa Filmes relançou-o nacionalmente. Em 2009 a Galinha Pintadinha também virou aplicativo, desenvolvido e publicado pela 01 Digital. Depois disso lançamos DVDs até o volume 4, com apoio da Som Livre. Em 2011 começamos a licenciar produtos com a marca que já somam mais de 900 itens. A Galinha Pintadinha também foi para o teatro com o primeiro musical “Galinha Pintadinha – O musical”, em 2012. Na mesma época, criamos o canal em inglês no YouTube, chamado “Lottie Dottie Chicken” e entramos na Netflix Brasil.

Em 2013 estreamos o segundo musical: “Galinha Pintadinha – Cadê Popó?” e o terceiro, “Galinha Pintadinha – em Ovo de Novo”, veio em 2015 e ainda está em cartaz. Em todas as montagens, mais o espetáculo itinerante que rodou o país de 2011 a 2013, tivemos um público de mais de 500.000 espectadores. E muitos deles tiveram sua primeira experiência em uma sala de teatro.

"A Galinha Pintadinha em Ovo de Novo" estreia dia 21/04 em São Paulo

“A Galinha Pintadinha em Ovo de Novo” estreia dia 21/04 em São Paulo

Blog: Quanto o negócio Galinha Pintadinha fatura por ano e qual o crescimento esperado?

Juliano e Marcos: A marca não fala de faturamento ou expectativas.

Blog: Vocês completam 10 anos em 2016 e isso significa que já está sendo formada uma segunda geração de crianças na mesma família que assistem à Galinha Pintadinha. Como é perceber que vocês estão atingindo os irmãos caçulas dos primeiros espectadores? Essa descoberta tem relação com o roteiro dessa nova peça?

Juliano e Marcos: Completamos 10 anos exatamente em 28 de dezembro, dia em que o primeiro vídeo foi adicionado no YouTube, em 2006. O roteiro da peça “Galinha Pintadinha – em Ovo de Novo” é bem centrado nesta questão. Estamos acompanhando nossos fãs crescendo e passando de fase e sabemos que, mesmo crescidos, eles mantêm o carinho pela personagem e o transmitem para os irmãozinhos e priminhos. Ficamos muito contentes com essa data, pois pouco a pouco a Galinha Pintadinha se transformou em um clássico infantil do Brasil. Trabalhamos muito para que no futuro os que foram nossos primeiros pequenos fãs apresentem a Galinha aos seus filhos, seria um grande fechamento de ciclo.

Blog: Vocês acham que a Galinha Pintadinha terá o mesmo valor afetivo para as crianças que a Turma da Mônica teve para a nossa geração?

Juliano e Marcos: A Turma da Mônica é nossa maior referência, somos fãs. É um trabalho lindo, sério e competente, que eu e o resto das crianças do Brasil tivemos o prazer de conhecer. Se tudo der certo para a gente, seremos tão queridos quanto eles.

Blog: Como é se dar conta de que a Galinha pode ser uma referência tão forte nas crianças de hoje como foram os personagens de Maurício de Souza? Qual a lembrança que vocês querem que as crianças tenham dos anos que “conviveram” com a Galinha?

Juliano e Marcos: A Galinha Pintadinha conquistou um lugar muito raro no coração das crianças e nós temos o maior orgulho e respeito por isso. Sabemos de muitas histórias comoventes envolvendo a Galinha e, como já fui criança, sei como é gostoso contar com esses “companheiros” de infância. Acho que quando as crianças crescerem, terão uma lembrança alegre e inocente dessa época, com muita música.

Blog:  A nova peça “Galinha Pintadinha em Ovo de Novo” tem uma produção estrelada, com equipe premiada – Ernesto Piccolo e Maneco Quinderé, por exemplo. A Galinha é agora uma diva superstar?

Juliano e Marcos: Sem dúvida ela provou que tem carisma de superstar. Montar uma peça com o Ernesto Piccolo é uma diversão à parte, ele é ótimo, alegre, talentoso, humano e consegue transmitir tudo isso para a equipe de atores e técnicos. A energia é muito boa, os atores incríveis. Cantam, dançam, dão cambalhotas, voam, alguns deles dentro de figurinos pesados e quentes. Admiramos muito o trabalho deles e o resultado a gente vê na cara das crianças e dos pais que vão ao musical.

Blog: A Galinha vai carcarejar (ou já carcareja) em outras línguas além do português, espanhol e o inglês? Como fazer isso já que as músicas que ela e sua turma cantam são do cancioneiro popular brasileiro?

Juliano e Marcos:  Ainda este ano planejamos adaptar os clipes musicais da Galinha Pintadinha para outros cinco idiomas: italiano, francês, alemão, mandarim e japonês. Assim como foi a adaptação para o espanhol e inglês, faremos pesquisa de quais são as principais músicas do cancioneiro de cada região para contextualizar alguns vídeos. No canal em inglês, por exemplo, temos o vídeo da “Twinkle Twinkle Little Star”, uma música infantil conhecida em todo o mundo.

 

Galinha Pintadinha em Ovo de Novo

Temporada:  de 21 de abril, quinta, ao dia 31 de Julho

Horários: Sábados as 15h e 17h; Domingos às 11h e 15h

Local: Theatro NET São Paulo. Shopping Vila Olímpia, 5.o andar

Endereço: Rua Olímpiadas, 36o

Ingressos: www.ingressorapido.com.br ou pelo telefone 4003-1212

Leia mais: Testei com meu filho o livro que promete fazer as crianças dormirem: E dormi junto

Leia também: “Escola demais faz mal às crianças”, garante psicólogo português