O movimento de saraus (com seus diversificados coletivos, bandas e artistas alternativos) e os grupos que apresentam importantes trabalhos artísticos e culturais não-comerciais e de perfil inquietante, conscientizador e transformador (não focados apenas no entretenimento ou na ‘fruição estética’, como desejaria o secretário Sturm) sempre sentem na pele a falta de espaço, de grana e o aumento das dificuldades para sua sobrevivência quando são eleitos para cargos majoritários políticos não compromissados com a inclusão, com a defesa dos direitos democráticos e com o acesso de todos à informação, cultura e educação. Domingo tem eleição e eu fico espantado ao acompanhar, pelas pesquisas, a lista dos deputados mais votados, dos governadores favoritos (parece eleição para presidir a Fiesp) ou do presidenciável que está à frente. Não me conformo ao ler que a maioria da população, que trabalha a vida inteira ganhando salários aviltantes e é tão carente de tudo, possa escolher candidatos totalmente desligados dos movimentos de defesa dos direitos dos trabalhadores. Como escolher gente que, claramente, só representa os interesses de grandes empresários das bancadas da bala, do setor ruralista, ou dos quem vivem da exploração da fé e do comércio de suas pseudo-religiões. Sobre o tema, tomei a liberdade de resumir um texto assinado por ‘Polly Valéria’, que chegou até mim pelas redes sociais, respondendo às barbaridades proferidas pelo candidato que, lamentavelmente, pode se tornar o próximo presidente do Brasil:

“Ao meu amigo ou conhecido, eleitor do Bolsonaro: Quando foi que você se tornou fascista? O que você sente ao imaginar a fala desse seu candidato sendo realizada? O que você sente quando ele apoia o extermínio de indígenas, negros e homoafetivos? Você empresta seu cinto para que alguém ‘corrija’ o filho afeminado com uma surra até a morte? Você apoia o policial que ‘confunde’ um guarda-chuva com arma e mata o trabalhador que está apenas esperando os filhos descerem do ônibus? Quem é você na homenagem ao torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra? O que desencapa o fio e dá o choque? O que sufoca o torturado com um saco na cabeça? O que leva as crianças pela mão pra assistirem a mãe sendo torturada? Ou o que alimenta os ratos que o torturador colocará nas genitais de mulheres? Quem é você no futuro educacional das crianças? O que as ensina a fazerem sinal de arma com as mãos? O que vota pelo congelamento dos investimentos na educação? Responda: o que as mulheres representam pra você? Uma ‘fraquejada’? Uma vagabunda incompetente? Que parte de você se conecta com tanta violência, desumanidade e ódio? Você vai dormir tranquilo dando o cargo de maior poder do seu País a um desajustado? Eu pergunto a você, eleitor desse sujeito: aonde foi que você perdeu a humanidade?”

… … …

‘SOM DA ESTRADA’
NO BRAZILERIA
… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de OUTUBRO – 21h … Som da Estrada … A excelente dupla formada por Giliane Meireles & Valter Gusmão apresenta seu repertório de mpb com toques de cantoria e rock rural no Brazileria. Recentemente, o Som da Estrada fez um show impecável no Sarau da Maria. Não bastasse a beleza melódica das canções de Gusmão, a interpretação de Giliane marejou meus olhos em vários momentos. Ela é, sem dúvida, a melhor cantora da seara de saraus. Não deixe de ver, ouvir e curtir. Na rua Clélia, 285, na Lapa.

Além da dupla Som da EstradaGiliane & Gusmão também se apresentam como Banda Suindara, acompanhados pela percussionista Zana Candido e pelo flautista Rico. Eventualmente, a violeira Rosana Camilo, o baterista Fabiano Siqueira, o baixista Bruno Ahau e outros amigos músicos, poetas e atores também participam de seus shows e projetos especiais. Fique ligado e acompanhe por aqui. Eu sou fã dos caras e sempre noticio. Eles merecem.

 

… … …

NOVA EDIÇÃO DO ‘ARAME
FARPADO’, DE LISA ALVES
… … …

“Acordamos cedo,
analisamos os classificados:
ninguém precisa de nós –
nenhum anúncio, nenhuma vaga.”

“Reiniciei ciclos
e a repetição é uma experiência absoluta
nessa orbe de segunda a segunda.”

“Experimentei todas as drogas
e nenhuma me fez viajar
mais do que as letras.”

Que fique bem claro, seu Januário: não sou cri-crítico musical nem literário. Sou artista que sente pressente pelo insight o valor do objeto emocional criado. Sou fã abduzido seduzido cooptado. Apaixonado pelo belo poético escrito tocado ou cantarolado. E ainda estou transtornado (e transformado) relendo o livro ‘Arame Farpado’, de Lisa Alves (autora dos versos acima). A Editora Penalux acaba de lançar a segunda edição, com apresentação de Marcia Barbieri. Para saber mais ou adquirir a obra, informe-se aqui.

Há tempos cultivo o hábito de dobrar as pontas das páginas quando leio algo que me toca profundamente, além da conta, por cutucar o acomodado bem-estar do pensamento ou por arrepiar de surpresas o domesticado sentimento. Ao término da leitura, o livro de Lisa Alves mais parecia um origami, repleto de dobraduras. É tão lindo o modo como ela zela por humanidades, as resguarda do extermínio, da morte certa célere suicida galopante. Preserva o encanto quase esquecido do animal bonito que somos/fomos. Aponta quanto e como nos tornamos soldados uniformizados banalizados comportados conformados violentados iguais. O fato é que optamos por trabalhar vender comprar corromper roubar trair e acumular. Os poemas de Lisa conjugam outros verbos: dar contemplar criar conviver sentir consentir compreender amar. Se eles estão fora de moda, Lisa é maravilhosamente anacrônica. Tenho brincado com os amigos: espero que a humanidade inteira a leia, leve as mãos à cabeça, se arrependa a tempo e se curve ante a beleza de seus redentores poemas. Leiam Lisa Alves, senhores, antes que seja tarde. Três vezes ao dia, sem contra-indicação. Poemas podem não ser a salvação, mas se não libertam, ao menos alertam os sofredores sobre os arames farpados que os (nos) cercam cortam castram crivam.

A poeta Lisa Alves é mineira de Araxá e vive em Brasília. Curadora da revista Mallarmargens, colabora com o fanzine feminista De Salto Alto. Tem textos publicados em diversas revistas e páginas literárias como a Revista Incomunidade (Portugal), Zunai, Flaubert, Parênteses, Germina Literatura, Cronópios e Diversos Afins. Aqui seu site e blog. Abaixo, alguns poemas de Arame Farpado.

O DESCOBRIMENTO

Eles caminhavam em busca de uma terra
com rios, lagos e água abundante.
Eles defendiam-se do sol com tecidos
especialmente feitos para proteger a pele da invasão intensiva dos raios.
Eles construíam casas em qualquer local
propício para uma nova cerca.
Eles não cansavam, eram dromedários
capazes de seguir em frente até darem de cara com o final.
Eles não choravam, eram hienas, seus
lamentos pareciam risadas  com o poder
de afastarem os inimigos de perto.
Eles não se machucavam, eram elefantes
capazes de segurarem um dos seus em
qualquer momento de dificuldade.
Eles não fugiam dos obstáculos, eram macacos,
pulavam e suportavam qualquer tipo de superfície.
Eles mergulhavam no mundo mais profundo,
eram peixes e desbravavam qualquer oceano
em busca de alimento e abrigo.

Eles nos descobriram e até hoje não encontramos
o antídoto certo para esse resfriado.

FILHOS DE MADALENA

Alastra-se um cobertor virótico neste solo.
Quem dorme não terá mais chance de dizer: Bom dia!
Fazemos nossa parte: vendemos nossas vidas.
Hoje nossas genitálias rendem o prato do dia.

WOOLFS & STORNIS AQUI DENTRO

Eu sou desordem.
Exterminadora de Eus passados.
Alma em cálice de vida.
Corpo entregue à ruína.

Eu sou canção do exílio – inteligência colonizada.
Segredo para mais de 500 anos.
Império de sem terras, de sem tetos e de sem vergonhas.

Meu sexo é algema, mácula e saia longa.
Meus olhos esperam o não sei o quê.
Curso pontes e pinguelas
desafiando Leis e o Reich da Gravidade.

RENASCENÇA

Quando as fronteiras da Terra forem abertas
e exterminarem essa falsa cultura made in,
confraternizaremos como uma irmandade terráquea.

A América que conheço não tem nenhum tio chamado Sam.
A América que cresci foi desertificada
por um sonho que não é meu,
que não é seu e nunca foi nosso.

SOBRE O LIVRO, ESCREVI >>> Leio novamente, maravilhado, ao ‘Arame Farpado’, de Lisa Alves, livro repleto de ideias e grandes versos. De sentimentos pensados e pensamentos sentidos. Me toca como um instrumento soando pra dentro, íntimo e invertido. Sou tocado profunda surda absurdamente. Ouço o som de um melódico despertador conscientizador. A dor o amor a dor a dor a dor de um ritmado tambor alentador. Em transe em ânsia com uma lucidez advinda de uma poderosa droga não ingerida. Se a literatura é uma espécie de vida quase traduzida, jamais decifrada, a poesia de Lisa é uma iluminação de enigmas. Seus poemas são adultas reflexões político-filosóficas sobre o peso de cada ato (isolado/coletivo), a culpa do passado, o futuro complexo e desesperançado e a futilidade do prosaico cotidiano dos homens. Não se tratam de poemas ao redor do umbigo. Ou o umbigo/mundo de Lisa é feito um nó de todos nós, nossos umbigos conservadores e egoístas, cheios de medo e preconceito. Ela não se esconde nem alisa nossa ferida. Luta cutuca machuca e avisa. Sou fã de sua necessária postura dura. Das asperezas de Lisa.
Há em sua poesia um comprometimento ideológico, ou, no mínimo, um parecer crítico, um envolvimento físico vivo indignado reflexivo que encontro pouco na melhor produção poética atual (excetuando-se a falada). Não se trata de poesia panfletária. Isso Lisa não faz. Sua escritura é um casamento tesudo (com sexo e discussão) entre a forma e o conteúdo. Há vida real alí. Gente que morre sofre sangra. Há dor e esperança. Ou, às vezes, uma desesperança inconformada, uma indignação tamanha que é capaz de engravidar sonhos coletivos. No último capítulo do livro, há algumas alusões a versos do magnífico Drummond. Então, termino da mesma maneira, nessa mineira toada: ‘poetas do mundo caduco, vamos juntos, de mãos dadas’. Uni-vos, pois, poetada.

 

… … …

MOSTRA EXCÊNTRICA

… … …

SÁBADO – 6 de outubro … Mostra Excêntrica … Coletivo Sankofa promove a quinta edição do evento que difunde a produção cultural LGBT+ da (e na) zona leste de São Paulo. A programação, com apresentações teatrais, performances, shows, exibição de filmes, exposição fotográfica, oficinas e debates, ocorre nos dias 6, 10, 17, 19, 24 e 27 de outubro, na Oficina Cultural Alfredo Volpi, à rua Américo Salvador Novelli, 416, em Itaquera. Aqui a programação completa. Temas como corpo, sexualidade, identidade e arte serão debatidos a partir de diferentes referencias artísticos, estéticos e teóricos, fazendo da Mostra um território poético e político, propositor e mediador do diálogo sobre as questões relativas à população LGBT+. Veja as atividades destes próximos dias:

Sábado – 6 de outubro – 17h – Roda de Conversa – “Espaços de referência e resistências na cidade”, com Franklin Félix, Bruno Oliveira e Ana Caroline.

Sábado – 6 de outubro – 19h – Monna Brutal – Pocket-show ‘9/11’ … Canções falam sobre a força da transfeminilidade.

Quarta-feira – 10 de outubro – 20h … O ator Luiz Fernando Almeida vive ‘Dama da Noite’ na adaptação do conto de Caio Fernando Abreu. Com direção de Andre Leahun, o monólogo fala sobre amor, sexo, solidão e aids.

 

… … …

3 CLIPES E 1 SINGLE

… … …

Alguns artistas ligados ao movimento dos saraus apresentaram suas novas canções nas redes sociais. O cantor e compositor Zé de Riba e o grupo Teatro Mágico lançaram videoclipes (acima). No agendão (mais abaixo), também tem o single do Victor Carvalho. Junto a esses duas canções (abaixo) que já mostrei aqui, mas vale a pena repetir: o novo single de Kleber Albuquerque e o videoclipe do instrumentista Antonio Galba, protesto musical para se cantar na hora de votar.

 

… … …

SARAU DOS CONVERSADORES
NA CARAUARI

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h … Sarau Dos Conversadores na Carauari … Sarau organizado pela dupla de artistas e ‘conversadores’ Cacá Mendes e Edson Tobinaga. Com palco aberto e os seguintes convidados: a historiadora e poetisa Stefani Costa, o poeta português Cá Berto, o escritor Felipe Lários (com seu livro de contos “Enquanto o infarto não vem”), a dupla Mônica Marcondes Machado e Wilson Neves (com o livro infantil “Loa à incrível história de um homem só) e a exposição de artesanato do Coletivo Arte Permanente. Na abertura, Aécio, Kita e Helen cantam e declamam poemas em homenagem ao querido amigo Jaiminho, poeta da Vila Maria, falecido recentemente. Fechando a noite, pocket-show do cantor e compositor Edvaldo Santana. E ainda, sorteio de livros e cds dos artistas participantes. No Bar e Mercearia Carauri, à praça Carauari, 8. Entrada franca

 

… … …

FORMAS BREVES – OFICINA DE 
DRAMATURGIA – 8 ENCONTROS

… … …

QUARTAS-FEIRAS – a partir de 10 de outubro – das 19h às 21h … O ator, dramaturgo e diretor de teatro Lucas Mayor promove e ministra os oito encontros (ao lado de Marcos Gomes). Parte dos textos desenvolvidos na oficina farão parte do projeto ‘Quinta em Cena’, evento mensal que também acontece no Cemitério de Automóveis (rua Frei Caneca, 384), com encenação de peças curtas. Segundo Mayor, ‘a ideia é estudar somente peças curtas e alguns contos brevíssimos’. Para mais informações, clique no cartaz.

 

… … …

SEIS MESES REPETINDO:
QUEM MATOU MARIELLE?

… … …

QUE VERGONHA, BRASIL! >>> Uma representante do povo foi assassinada, os assassinos estão soltos e não ouço panelas: vários ‘suspeitos’ presos, muito blablablá e… nada! Vocês acreditam que a polícia (num Rio de Janeiro sob intervenção militar) ainda não descobriu quem são os assassinos de Marielle Franco? E ainda há candidato discursando balelas de ‘militarização’ por aí. Já são mais de seis meses de impunidade. No dia 14 de março a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Protestos e manifestações contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos. As balas que a mataram também atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

CONTINUAM OS DIAS
(Claudinei Vieira)

é assim: passou-se mais um minuto, uma hora, uma vida
(vida?) (como se fosse)
e ela continua enterrada

é assim: passou-se mais uma hora, um dia, uma vida
(vida?) (como ela teve)

é assim: passou-se mais um dia, um mês
e passarão mais um ano e dois, e mais uma vida e duas,
e mais uma morte e duas, e mais um enterro e dois,
e mais um desprezo e dois, e mais uma humilhação e duas,
e mais três enterros e mais, e mais três carnificinas e mais,
e além dos extermínios e outros, e além dos esquecidos e outros

e as respostas?
e o respeito?
nenhumas
nenhum

e as mortes
todas
e os enterros
todos
e a memória?

e as chacinas?
nenhuma
todas
de todos
dela
delas
nossas
todas
nossas

e não haverá dia, mês, minuto, ano
continuarão os anos
e ela continuará morta, enterrada, sem resposta,
sem respeito
nem ela
nem nós

no entanto,
no entanto,
eu me recuso a esquecê-la
no entanto,
eu me recuso a desprezá-la
no entanto,
eu me recuso a ser mais um
dos que continuam
enterrando-a
dia após dia

Claudinei Vieira é autor do livro de contos ‘Desconcerto’ e dos livros de poemas ‘Yurei, Caberê’, ‘Olá, pequeno monstro do dia‘ e ‘Ylie-Samê — como estiletes para cortar brumas‘. Participou de várias antologias de contos e poesia, além de contribuir com resenhas, ensaios e entrevistas para sites, blogs e portais. Organizou eventos e encontros literários culturais como o ‘Cineclube Pandora’ e, atualmente, o ‘Desconcertos’, sarau mensal que já virou editora de livros.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a superagenda dos saraus para o seu findi, com fotos e vídeos (clique nas palavras azuladas para acessar links e nos cartazes para ampliar a imagem e ler detalhes). Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 8h … 32º Psiu Poético – Mákina … Salão de poesia aborda a cultura nordestina citando João Cabral, Ariano Suassuna, Chico Science, Luiz Gonzaga e Jaguaribe Carne, de Pedro Osmar, como ‘máquinas de produzir alegria’. O evento criado e organizado pelos poetas Aroldo Pereira, Gabriel Cardoso e Mauro Lúcio, nesta edição homenageia Gabriela Mendes de Souza, Míria Gomes de Oliveira, Sóter, Bruno Candéas, Rita Santana & Patrícia Porto. No Centro Cultural Hermes de Paula, à praça Dr. Chaves, 32, no centro de Montes Claros, em MG. Aqui a programação completa

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 18h … O Papel Histórico das Mulheres na Resistência à Ditadura Militar … Com a presença de Amélia Teles e Guiomar Lopes, que foram presas pela ditadura militar nos anos 70 e torturadas no Doi-Codi. Na FFLCH-USP

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 18h … #10 Edição Especial – Slam Moinho Resiste + Slam Sujeira …. Dois slams valendo vaga pra competição final. Na Favela do Moinho, à rua Dr. Elias Chaves, 20

… … …

QUINTA A DOMINGO – 4 a 7 de outubro … Os 3 Mundos … Primeira obra teatral dos quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá, o espetáculo multimídia mescla teatro, cinema, hq e kung-fu. Com direção de Nelson Baskerville. No elenco, Paula Picarelli, Thiago Amaral, Tamirys Ohanna, João Paulo Bienemann, Alice Cervera, Artur Volpi, Rafael Érnica E Luciene Bafa. Até dezembro. No Sesi, à av. Paulista, 1313. Entrada franca (reserve ingressos). Quinta, sexta e sábado às 19h. No domingo, às 20hAté 16 de dezembro.

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 19h … Debate: Permacultura e consumo sustentável … Conversa sobre educação, sustentabilidade e o papel da permacultura como alternativa ao capitalismo selvagem. A ideia é discutir iniciativas para tornar os alimentos orgânicos mais acessíveis para famílias de baixa renda, o papel das feiras agroecológicas como espaço de encontro entre o produtor e o cidadão, para que servem bancos de sementes e por que devemos valorizar as práticas tradicionais de plantio. Com Djalma Nery (Associação Veracidade), Pedro de Andrade (Associação de Resgate a Cidadania por Amor à Humanidade), Estela Cunha (Casa Ecoativa), Diogo de Menezes (Permaperifa), Terezinha Silva (Movimento em Defesa dos Favelados) e Nádia Recioli (PermaSampa).
Na Plana, à rua Fradique Coutinho, 1139

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 19h … Peixe Barrigudo Apresenta … Show de Victor Cali e exposição de Aline Fonseca, com venda de prints das obras. Entrada franca. No Ampere Bar, à rua Cardeal Arcoverde, 1849

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 20h … Blues Acústico com leone da Gaita … Releitura dos grandes clássicos no formato violão, gaita e voz, numa viagem do Mississippi a Chicago, de Robert Johnson a B.B. King. No Manjericanto, à rua Voluntários da Pátria, 3558, em Santana

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 20h … João Araújo – Voz & Viola … Violeiro apresenta mpb e outros gêneros na viola de 10 cordas (acesse no Youtube a sua série ‘Para Gostar de Viola’). No Bendito Santo, à rua Azaleia, 365, em Botucatu

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 20h … Festa Marafffo convida: Otis Trio + Toró Instrumental … Noite de jazz e improviso com dois shows e projeções do vj Allan Rodrigo. No bar, discotecagem 100% vinil com Medina. Entrada R$15. No FFFront, à rua Purpurina, 199

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 20h30 … Show do 2DE1 no CCJ … A dupla dos irmãos gêmos Fernando e Felipe Soares tem influências de groove, black music, r&b e eletrônico. No show, músicas do disco de estreia, “Transe”. No Centro Cultural da Juventude, à avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, na Vila Nova Cachoeirinha

… … …

QUINTA-FEIRA – 4 de outubro – 21h … Quinta de Forró no CCB com a Banda Sarrabulho (gratuito) … No Centro Cultural Butantã

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 8h … Lançamento online ‘O Unicórnio do Sul & Outras Lendas Poéticas’ … Livro de José Couto com ilustrações de Luiza Maciel Nogueira. A coletânea de poemas tem como tema o folclore brasileiro e suas lendas. José Couto também recria cantigas de roda, literaturas orais e canções populares. Na Autografia Editora, à rua Mayrink Veiga, 6, 10º andar, no Rio de Janeiro

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 18h … Samba das Librianas na Casa de Aruanda … As librianas são Jafia Lacerda (do grupo Samba D´água Doce e Coletivo Samba das Meninas), Carol Nascimento (do Grupo Sambadas e Baque Bolado) e Maira Ranzeiro (do Samba de Dandara e Canto de Malungas). Completam a banda a leonina Jéssica Tomaz e a ariana Amanda Nogueira. Na Casa de Aruanda, à rua João Guimarães Rosa, 241 (na praça Roosevelt)

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 19h … Macaco Fantasma … Grupo de performance, música e poesia, é formado por Daniel Soares (bateria), Fernando de Azevedo Hernandes (baixo), Flávio Hernandes (guitarra e vocal), Chris Cruz (performance, vocal e sampler) e tem participação de Anderson Ziemmer (clarinete). Influenciado pela Vanguarda Paulistana e pelo punk, Macaco Fantasma apresenta composições próprias, versões de músicas de Itamar Assumpção e Os Mulheres Negras, além de poesias de José Paulo Paes e Hilda Hist. No Bar do Espaço Parlapatões, à praça Roosevelt, 158

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 20h … PDP – Rock’n’Roll na Carauari … O trio PDP (Premmero, Delpech e Paolillo) apresenta clássicos do rock: Hendrix, Deep Purple, Creedence, Jethro Tull, Pink Floyd, Clapton, Beatles, Rita Lee, Raul, Made in Brazil e O Terço, entre outros. Na praça Carauari, 8, na Vila Maria

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 20h … Juntas e misturadas … Lançamento coletivo de livros escritos por mulheres: “Iris digital”, de Paula Valéria Andrade, “Damas entre verdes”, antologia de prosa e poesia do Coletivo Senhoras Obscenas, organizada por Sandra Regina de Souza, “Que culpa é essa?”, de Penélope Martins, e “Contos Safadinhos”, de Sonia Nabarrete. Ainda no evento, sarau com artistas convidados e a exposição “Safadezas”, com ampliações das ilustrações feitas por Mariana Cristal Hui para “Contos Safadinhos”. No Gambalaia Espaço de Artes e Convivência, à rua das Monções, 1018, em Santo André

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 20h … Aurora Ao Vivo apresenta: Jair Naves e Valério. Entrada R$20. No Estúdio Aurora, à rua João Moura, 503

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 20h … Classic Rock com Rod Munhoz. No novo endereço do Bar do Anão, à rua Antonio Fonseca, 426

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 21h … Show “Adeus, Luzia”Marcio Policastro apresenta o repertório do seu próximo cd. Participação de Max Gonzaga, Álvaro Cueva, Sander Mecca, Ravena Olinda e Valério Gonzaga. Ingressos a R$15. No Julinho Clube, à rua Mourato Coelho, 585

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 21h … Augusto Teixeira apresenta as canções de seu cd ‘Estação Felicidade’ e alguns clássicos da mpb no Casarão da Mariquinha, à rua Alfredo Cardoso, 2, em Mogi das Cruzes. Entrada R$10

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 21h … Show “Kinjo, Diaspórico Regional” … Vitoru Kinjo canta sobre identidade e diversidade, cidade e natureza, o amor como ação política. Faz folk com sotaque brasileiro, ciranda afro-asiática, jongo pop e rock. Com João Antunes (baixo), Guilherme Kafé (violão e voz), e Eduardo Colombo (voz e percussão), Moita Mattos (violão), Fernando Sagawa (sopros), Ariel Coelho (percussão) e Ivan Banho (percuteria). Ingressos R$27,50 e R$55. No Instituto Brincante, à rua Purpurina, 412

… … …

SEXTA-FEIRA, SÁBADO E DOMINGO – 5, 6 e 7 de outubro … Birdland … Montagem do grupo Cemitério de Automóveis para texto do dramaturgo Simon Stephens. Com direção de Mário Bortolotto. Na rua Frei Caneca, 384 (clique no cartaz para mais informações).

… … …

SEXTA-FEIRA e SÁBADO – 5 e 6 de outubro – 21h30 … Mortos Vivos – uma ex-conferência … Após o ‘apocalipse zumbi’, peça mostra uma conferência à beira do abismo onde quatro especialistas analisam a crise que tomou o mundo e instruem os espectadores sobre as estratégias de sobrevivência. Texto de Alex Cassal, direção de Renato Linhares. No Sesc Belenzinho, à rua padre Adelino, 1000.

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 21h30 … A Banda ‘A Casa’, formada pelos músicos Vanderlei Zão, Márcio Nakazato, Rogério Bressar e Fernandez interpreta Bowie, Ramones e Legião, entre outro clássicos do rock. Ingressos a R$10

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 22h … Ná Ozzetti e Luiz Tatit na Casa de Francisca … Na e Tatit apresentam canções como “Meu Quintal”, “Equilíbrio”, “Atração Fatal”, “Estopim”, “Crápula”, “Capitu”, “Musa da Música” e “Sem Destino”, e outras da época do Grupo Rumo e da “Vanguarda Paulistana”. Na rua Quintino Bocaiúva, 22

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 22h … Cracker Blues … Banda faz show e comemora 16 anos de estrada. Com Marceleza Bottleneck (guitarra), Jeferson Gaúcho (bateria), Paulo Krüger (baixo) e Paulo Coruja (vocal e gaita). Na Casa Amarela Pub, à rua Doutor Mariano Jatahy Marcondes Ferraz, 96, em Osasco

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 23h … Samuca e a Selva apresentam as canções do cd Madurar. Discotecagem dos djs Birão Ramin (Festa Cafuá) e Paulo Papaleo. Ingressos de R$15 a R$40. No Mundo Pensante, à rua Treze de Maio, 830

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 23h … Bailão de aniversário com discotecagem … Entrada R$10. No Presidenta – Bar e Espaço Cultural, à rua Augusta, 335

… … …

SEXTA-FEIRA – 5 de outubro – 23h … Especial Caetano … Banda Golonka interpreta o disco ‘Transa’ e outros clássicos de Caê. Com Pedro Keiner (violão e voz), Wagner Barbosa (guitarra, baixo e voz) e Thiago Gomes (bateria). Na Nossacasa Confraria das Ideias, à rua Mourato Coelho, 1032

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 12h … Dedo de Moça … Grupo interpreta as músicas do cd ‘Atemporal’. Com Ana Claudia (cavaquinho), Ana Elisa Colomar (cello, flauta e sax), Cintia Zanco (arranjos e violino) e Rosana Bergamasco (arranjos e violão de 7 cordas). No Museu Casa Do Bandeirante, à praça Monteiro Lobato. Entrada franca

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 13h … Cortejo Cênico “Vesperais nas Janelas – O Coração do Lugar” … Espetáculo do Grupo Redimunho é uma intervenção artística ‘que retoma o fio da narrativa popular, com causos e canções extraídas do folclore’. No Sesc 24 de Maio

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 13h30 … Gildo Passos comemora 40 anos de carreira com o espetáculo ‘Mirando a Trapaça’. Participação de vários convidados e abertura da banda Carrega Mundo. No Espaço Cultural Siri Cascudo, à av. Tenente Laudelino Ferreira do Amaral, 487, em São Miguel

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 14h … Cine libertário anarcrianças … Exibição dos filmes “Kiriku e a feiticeira” e “Coco, viva la vida”. Brincadeiras para as punkrianças. Na Casa Da Lagartixa Preta, à rua Alcides de Queirós, 161, em Santo André. Entrada franca

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 15h … 2º Grande Ato mulheres contra o fascismo … Organizações feministas de éssepê promovem o segundo ato suprapartidário contra ‘o coiso’ e pela defesa da democracia. Encontro no MASP

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 15h30 … Lançamento de “Pouca pele”, quarto livro de Fernando Rocha. A primeira parte, “Camada Subcutânea”, é composta por 23 contos. A segunda, “Derme”, apresenta narrativas curtas com prosa poética. No novo endereço da Sensorial Discos, à rua Augusta, 1371, Loja 114

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – das 16h às 22h … Novo espaço alternativo da cidade, o Palco Ideário apresenta três bandas: DaiAcans, Coligação Z.E.M. e Ribeira. Entrada R$10. Na rua Professor Rubião Meira, 59, em Pinheiros, ao lado do metrô Sumaré

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 16h … Sarau elefante – 2ª edição … Sarau de música e poesia, com microfone aberto. Na Casa Elefante, à rua Cesário Mota Junior, 277. Nesta edição, com os convidados Cristiane Vieira Morphine Epiphany, Lews Barbosa, Mano Réu e Tula Ferreira. Apresentação de Monahyr Campos

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 17h … Shows de Los Clandestinos e Jamboo Tree … A empresa Pink Mink Mafia Brazil completa 7 anos no País e faz festa no Shake Baby Bar que comemora 11 anos. Na rua Ipanema, 70, na Mooca

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 17h … Lançamento do livro de estreia de Wanderley Rodrigues, ‘Coisas Minhas’. Durante o evento, leitura de poemas. Na Patuscada, à rua Luís Murat, 40

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 17h – Roda de Conversa – “Espaços de referência e resistências na cidade”, com Franklin Félix, Bruno Oliveira e Ana Caroline. Na Mostra Excêntrica que acontece na Oficina Cultural Alfredo Volpi, à rua Américo Salvador Novelli, 416, em Itaquera

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 18h … Samba de Viola recebe Samba da Roça … A cada dois meses a Roda de Samba do grupo Bumbo do Japi recebe um grupo ou comunidade para tocar o samba a partir de suas matrizes formadoras, percorrendo o universo do samba rural paulista, do samba de roda do Recôncavo baiano e das diversas vertentes dos batuques de terreiro. Contribuição solidária a partir de R$10. Na Mora Mundo, à rua Barra Funda, 391

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 18h … 114° Sarau Bodega do Brasil … Na festa de 9° aniversário, entrega do ‘Prêmio Sarau Bodega do Brasil 2018’ à ativista cultural e idealizadora do ‘Sarau Poesia é da Hora’, Marah Mendes e ao idealizador da TV ArtMult Cultural, Nicanor Jacinto. Na Ação Educativa, à rua General Jardim, 660

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h … Sarau Dos Conversadores na Carauari … Sarau organizado pela dupla de artistas e ‘conversadores’ Cacá Mendes e Edson Tobinaga. Com palco aberto e convidados. Na abertura, Aécio, Kita e Helen cantam e declamam poemas em homenagem ao Jaiminho, amigo e poeta falecido recentemente. Fechando a noite, pocket-show do cantor e compositor Edvaldo Santana. No Bar e Mercearia Carauri, à praça Carauari, 8. Entrada franca

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h … O violeiro Chico Lobo apresenta as canções de seu novo cd (que contou com participações de Maria Bethânia e Renato Teixeira). No Sesc Jundiaí, à avenida Antonio Frederico Ozanan, 6600, no Jardim Botânico

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h … Lançamento do livro de poemas “Da perspectiva das orquídeas”, da cantora, compositora e poeta Socorro Lira. A entrada é franca e o livro estará à venda por R$38. Na Patuscada – Livraria, bar & café, à rua Luís Murat, 40

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h – Monna Brutal – Pocket-show ‘9/11’ … Canções falam sobre a força da transfeminilidade. Na Mostra Excêntrica que acontece na Oficina Cultural Alfredo Volpi, à rua Américo Salvador Novelli, 416, em Itaquera

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h … Guilhermes Lamas toca sambas e choros em show com voz e violão de 7 cordas na Osteria Salvatore, em Campinas. Á rua Francisco Antonio Pinto, 154

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h30 … Banda Rock Insane apresenta os show Hinos do Rock com clássicos do grunge, hard rock, heavy metal, new wave e rock nacional. Ingressos de R$5 a R$15. No Garagem Music Bar, à avenida Engenheiro Caetano Alvares, 5390

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 19h30 … Pocket-show: Banda Illumik toca rocks, do clássico ao contemporâneo. No República Bar e Gastronomia, à rua Visconde de Itaboraí, 233. Ingressos a R$10

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 20h … Tabula Rasa – 25 anos … Show com músicas dos anos 90. No Manjericanto, à rua Voluntários da Pátria, 3558, em Santana

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 20h … Ted Boys Marinos + Os Brutus … Duas bandas se apresentam na noite noite dedicada à surf music no Menino Muquito Bar, à av. Vila Ema, 5090

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 20h30 … Show – Rafa Nascimento Trio … O violonista Rafa Nascimento se apresenta com a violinista Wanessa Dourado (Fios de Choro, Quarteto Iapó e Vintena Brasileira) e o percussionista Ilker Ezaki (Cambio Latino e Batanga & Cia). No repertório, músicas de Rafa e de compositores como Jacob do Bandolim, Ernesto Nazareth e Garoto. No Espaço Bossa Zen, à rua José Antônio Coelho, 583, na Vila Mariana

… … …

 

SÁBADO – 6 de outubro – 20h30 … Lula Livre – Lula Livro … Noventa poetas, escritores e cartunistas brasileiros integram o livro-manifesto pela liberdade do ex-Presidente Lula. Autores como Augusto de Campos, Chico Buarque, Raduan Nassar, Aldir Blanc, Alice Ruiz, Chico César, Frei Betto, Laerte, Roberta Estrela D’Alva e Xico Sá, entre outros. Segundo os organizadores Ademir Assunção e Marcelino Freire a publicação manifesta o inconformismo dos autores, “que consideram a prisão de Lula uma aberração jurídica – política – midiática”. Presenças de Ademir Assunção, Diana Junkes, Edvaldo Santana e Juvenal Pereira, participantes da antologia. Microfone aberto para leitura de poemas do livro. No Bar do Frango, à avenida São Lucas, 479

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 21h … Banda Caldonia se apresenta no Dragster Bar (bar do Mazinho) com seu repertório de Elvis, Secos & Molhados, Rita, Raul, Beatles, Joelho de Porco e Elis Regina, além de lados b do rock. Na rua Curuçá, 439, na Vila Maria

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 22h … Sarau Alcova da Deusa – Edição Só Para Mulheres … Com lançamento do livro de Patrícia Meira e do fanzine de Deusa Poetisa, pocket-show de Viic Oliveira, expo, performances, correio elegante e baile. No Bloco do Beco, à rua Bento Barroso Pereira, 2

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 22h … A banda ‘Rick Wakeman Project’ apresenta o espetáculo “Viagem ao Centro da Terra – O Filme”, com a trilha sonora de Wakeman para a obra de Julio Verne. A banda é formada por Renato Moog (teclados, samples e sequencer), Cassiano MusicMan (bateria e percussão), Jonathas Queiroz (guitarra, violão e voz), Sandro Premmero (contrabaixo e voz), Aline Polisello (voz, piano e flauta), Carina Assencio (voz), Regina Migliore (voz) e Harley Nóbrega (narração). No Teatro UMC, à avenida Imperatriz Leopoldina, 550

… … …

SÁBADO – 6 de outubro – 23h … Elis & Chico – Samba e Amor … Graziela Medori e Os Brazucálias interpretam os grandes clássicos da mpb. Nos intervalos, discotecagem 100% brasileira-dançante com dj Ale. Ingressos a R$20 e R$25. No Miscelânea Cultural, à rua Cunha Gago, 678

… … …

DOMINGO – 7 de outubro – 18h … Augusto Teixeira apresenta as canções de seu cd ‘Estação Felicidade’ e alguns clássicos da mpb na Gansaral Casa de Cultura, que fica na Rua Demóstenes, 885, em Campo Belo. Ingressos a R$30 (ou R$20, reservando inbox)

… … …

DOMINGO – 7 de outubro – 18h … Cantor Carlos Navas, acompanhado ao violão por Paulo Miranda, apresenta o show “A Fina Flor do Samba”. No roteiro, Sinhô, Noel, Nei Lopes, Caymmi, Dona Ivone Lara, Pixinguinha, Baden, Tom & Vinicius, Paulinho, Clara e Bezerra. No Sesc Bauru

… … …

TERÇA-FEIRA – 9 de outubro – 18h … Casa Philos no Festival Internacional de Artes Gráficas … Lançamento do livro “A menina que contava estrelas” na Pintar Materiais Artísticos (às 18h, na rua Cotoxó, 110). E mais:

Das 19h às 19h50 – Territórios das palavras – coesão social, arte e literatura na América Latina com Cristián Rojas Román, Guadalupe Gil Vietri, Cintia Ribas e Lucas Fonseca. No auditório da Faculdade Santa Marcelina, à rua Dr. Emílio Ribas, 89, em Perdizes

Das 20h às 20h50 – Escrevendo nas margens: Visibilidades e visualidades LGBTQ+ na literatura e nas artes com Cristina Judar, Alexandre Rabelo, Diogo Luiz e Marianne Crestani. No suditório da FASM

Das 21h às 21h45 – Dossiê Paulo Klein, no auditório da FASM

… … …

TERÇA-FEIRA – 9 de outubro – 19h … Lançamento de ‘Mais cento e oito sonetos’, poemas de Germano Quaresma (também conhecido por Manoel Herzog). A entrada é franca e o livro estará à venda por R$38. Na Patuscada – Livraria, Bar e Café, à rua Luís Murat, 40, na Vila Madalena

… … …

TERÇA-FEIRA – 9 de outubro – 19h … Toca do Autor … Sarau organizado e apresentado pelo músico Alexandre Tarica no bar do Hotel Cambridge, à rua João Adolfo, 108. Entrada R$10

… … …

TERÇA-FEIRA – 9 de outubro – 19h … Terça Open: Bruno Bruni no Mundo Pensante … Brooving é o nome do disco de estréia de André Bruni, multi-instrumentista e membro de diversas bandas alternativas (Mel Azul, Cupin, 2DE1, Pessoas Estranhas, Leto e Jai Mahal e os Pacíficos da Ilha).

… … …

TERÇA-FEIRA – 9 de outubro – 20h30 … AI-5: 50 anos … Peça reconstitui a reunião que criou o Ato Institucional Nº5, resultando na ditadura militar brasileira. No Casarão do Belvedere, à rua Pedroso, 283

… … …

TERÇA-FEIRA – 9 de outubro – 20h30 … João Macacão e Conjunto Paulistano (com André Fajersztajn de Almeida no clarinete e Ivan Banho no pandeiro) cantam sambas, choros e serestas. No repertório, clássicos de Noel, Ary, Hervê Cordovil, Monsueto, Sílvio Caldas e Cartola, entre outros. No Bar do Alemão, à av. Antártica, 554. Sempre às terças, até 18 de dezembro

… … …

QUARTA-FEIRA – 10 de outubro – 17h … Quarta é Feira com Vinil … Fred Lima nas caixas de discos toca música brasileira de todos os tempos, soulfunk e clássicos do rock’n’roll. Nas projeções, vj Foga. No Bebo Sim, à avenida Professor Alfonso Bovero, 1107

… … …

QUARTA-FEIRA – 10 de outubro – 19h30 … Sarau 66 – 6 Anos de Gente de Palavra … Show com Lígia Lasevicius e Gustavo Pavão. Na CirKula Editora, Livraria & Café, À av. Osvaldo Aranha, 522, em Porto Alegre, RS

… … …

QUARTA-FEIRA – 10 de outubro – 20hO ator Luiz Fernando Almeida vive ‘Dama da Noite’ na adaptação do conto de Caio Fernando Abreu. Com direção de Andre Leahun, o monólogo fala sobre amor, sexo, solidão e aids. Na Mostra Excêntrica que acontece na Oficina Cultural Alfredo Volpi, à rua Américo Salvador Novelli, 416, em Itaquera

… … …

QUARTA E QUINTA-FEIRA – 10 e 11 de outubro – 20h … Arquivo Negro – Passos Largos em Caminhos Estreitos … Espetáculo de dança é livremente inspirado em histórias reais de personalidades negras, que mesmo vivendo em situações de extrema adversidade se destacaram e influenciaram a história brasileira, como João Cândido, Maria Firmina dos Reis, Luiz Gama, Carolina Maria de Jesus, Abdias do Nascimento e Aleijadinho, entre outros. No Teatro Sérgio Cardoso, à rua Rui Barbosa, 153. Ingressos a R$20 e R$10

… … …

QUARTA-FEIRA – 10 de outubro – 21h … Pocket-show de Yannick Delass e banda … Antes, palco aberto com artistas imigrantes e brasileiros apresentando suas músicas e poesias (só vale autoral). Os participantes não pagarão couvert. No Al Janiah, à rua Rui Babrosa, 269

… … …

QUARTA-FEIRA – 10 de outubro – 21h30 … Electric Hendrix Ensemble convida Tássia Reis … Guitarrista e cantor, Eder Martins, pesquisa e faz releituras da obra de Jimi Hendrix. Com Eder (guitarra e voz), Rob Ashtoffen (baixo e backing vocals), Wagner Vasconcelos (bateria), George Ferreira (percussão), (flauta transversal e backing vocals), Estefane Souza (trompete), Sintia Piccin (sax barítono) e Richard Firmino (trompete e saxofones). No JazznosFundos, à rua Cardeal Arcoverde, 742

… … …

QUARTA-FEIRA A DOMINGO – 10 a 14 de outubro … I Mostra Elas em Cena … O projeto propõe encontros entre musicistas compositoras para um diálogo criativo sobre suas trajetórias. No Sesc Pompeia. Nesta quarta, com Música Vocal Moçambicana e Lenna Bahule (dia 10, das 10h às 14h) e Mbeji e Mariama Camara (dia 10, às 21h30). No Sesc Pompeia, à rua Clélia, 93

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem um post novo. 

… … …